ATENÇÃO: página melhor visualizada em Internet Explorer 1024 x 768 - Seja bem vindo ao PAPO DE BOLA - O SITE!

24 HORAS: RETROSPECTIVA 2008

Coisas do Brasil

Troféu Abuso Moleque - Copa SP, que teve alguns jogos disputados às 8h (7h no horário do Sol), em pleno verão.

Troféu O Melhor dos Xarás - Internacional, que ganhou da Internazionale na Copa Dubai.

Troféu Perry Mason - O rolo envolvendo Vasco, Fluminense, Leandro Amaral e advogados de todos os lados.

Troféu Imperial - Adriano, que teve boa passagem pelo São Paulo no primeiro semestre, apesar de algumas confusões.

Troféu Cabeça Zureta - Edmundo, que aposentou-se, raspou a cabeça, voltou a jogar e não livrou o Vasco da queda.

Troféu Seccos e Mollhados - Roger, que ia bem no Grêmio, mas saiu de forma que irritou os dirigentes.

Troféu O Sul é Dez - Figueirense e Grêmio, que ganharam os três importantes torneios de juniores do ano.

Troféu Agulha no Palheiro - Campeonato Matogrossense. Foi mais fácil achar a tal agulha que entender seu regulamento.

Troféu Daltônico do Ano - Gutemberg de Paula Fonseca e seu cartão bicolor que aprontou em Vasco x Americano, no Carioca.

Troféu Pioneiro - Tiago, primeiro goleiro da história do Vasco a ir às redes, na partida contra o Mesquita, pelo Carioca.

Troféu Polêmica Polemizadora - São Paulo x Corinthians, pelo Paulista. Não houve consenso sobre Adriano ter sofrido pênalti ou não.

Troféu Mico da Vez - Atlético, que empilhou vitórias no Paranaense, mas caiu na Copa do Brasil diante do Corinthians Alagoano.

Troféu Andréia Maciel (Maria Chuteira) - Laísa Andrioli, jogadora que saiu nua na Sexy e foi apontada como romance de Denílson.

Troféu Palhaço Carequinha - Leah, lateral do Brasil no Sul-Americano Sub-20 Feminino, com acrobacias nas cobranças de laterais.

Troféu Vergonha Pouca é Bobagem - Atlético Hermann Aichinger, que promoveu cai-cai contra o Avaí, pelo Catarinense.

Troféu Frustração - Atlético Mineiro, que celebrou seu centenário contentando-se em não ser rebaixado no Brasileirão.

Troféu Pólo Aquático - Salgueiro x Náutico, pelo Pernambucano, e Brasil x Marcílio Dias, pela Série C. Um parou, o outro foi até o fim.

Troféu Despedida do Ano - Romário, que enfim aposentava-se, encerrando uma carreira gloriosa de títulos e gols incontáveis.

Troféu Meu Novo Lar - Grêmio, que deu andamento ao projeto de sua nova Arena, o que resultará no fim do Olímpico.

Troféu Esse Quer Carnificina - Bebeto, do Avaí, que provocou a torcida do Figueirense após seu gol e quase gerou aquele rebu.

Troféu José Trajano - América, rebaixado de forma melancólica à Série B do Campeonato Carioca.

Troféu Roger Rabbit - América, que voltava à divisão principal do Campeonato Mineiro para 2009.

Troféu Ascensão e Queda - Ipatinga, rebaixado ao Módulo II do Mineiro no ano da estréia na Série A do Brasileiro.

Troféu Ele é o Bom, é o Bom, é o Bom - Sport, mais uma vez campeão pernambucano sem precisar da finalíssima.

Troféu Emoção com "EM" maiúsculo - Campeonato Baiano e seu quadrangular decisivo eletrizante.

Troféu Ardida Como Pimenta - O gás de pimenta na semifinal paulista entre Palmeiras e São Paulo.

Troféu Fundo do Poço - Criação da Série D, cuja primeira edição está marcada para 2009.

Troféu João Canabrava - Proibição da venda de bebidas alcoólicas nos palcos esportivos.

Troféu Priscilla, Rainha do Deserto - Ronaldo Nazário, pelo escândalo com os travestis.

Troféu Pode Entrar - Portões fechados, extintos pela força da mídia negativa do Maracanã vazio em Flamengo x Santos.

Troféu Rogério Ceni - Eduardo Martini, que chutou a bola de sua meta e marcou um dos gols do Avaí no Paraná.

Troféu Pasto Pastoso - Gramados calamitosos em Fortaleza x Paraná, América x Ponte Preta e Fluminense x Flamengo.

Troféu Parceria Infrutífera - Traffic e Palmeiras. Falácia demais e, no fim, só o título paulista e a vaga na Pré-Libertadores.

Troféu Tá na Regra - Euller, do América, batendo um pênalti para a frente, e Douglas concluindo no gol, no jogo contra o Ideal, pelo Módulo II do Mineiro.

Troféu Filme de Tribunal - Campeonato Sergipano, que só foi encerrado após brigas no TJD local.

Troféu Molecagem - Renato, por dizer que o Fluminense "brincaria" no Brasileiro. O resultado todos viram qual foi...

Troféu Estado de Sítio - Confusão envolvendo André Luís e Polícia de Pernambuco nos Aflitos, em Náutico x Botafogo.

Troféu Repeteco - André Luís, que aprontou outra ao "dar cartão amarelo" ao árbitro de Botafogo x Estudiantes.

Troféu Celebração Centenária - Mário Filho, jornalista que dá nome ao Maracanã, completaria 100 anos em 2008.

Troféu Cine Privê - Modelo fazia ensaio nu no Couto Pereira para promover uma casa de strip-tease. O Coritiba não gostou disso.

Troféu Patifaria Ordinária - Brasil, que conseguiu a "proeza" de perder para a Venezuela.

Troféu "Oxo" Doméstico - Brasil, que engatou uma série de 0 x 0 em casa pelas Eliminatórias.

Troféu Chefão Derrotado - Eurico Miranda, deposto do Vasco ao perder a eleição presidencial para Roberto Dinamite.

Troféu Flora - Eurico Miranda, por pagar um outdoor que "parabenizou" Dinamite pelo rebaixamento do Vasco.

Troféu Carteiraço - Ronaldinho, convocado para a Olimpíada não por Dunga, mas sim por Ricardo Teixeira.

Troféu Pelé - A polêmica das paradinhas no Campeonato Brasileiro, batedores a favor e goleiros contra.

Troféu Sessão Comédia - STJD, com punições revertidas e algumas ridículas, como 3 jogos para Roger após ele sair do Grêmio.

Troféu Tia Carmen - Jogadores do Flamengo enrolados com prostitutas após a partida com o Atlético Mineiro.

Troféu Aposentadoria - Aristizábal, que fez boa parte da carreira nos clubes brasileiros, pendurou as chuteiras.

Troféu Arnaldo Roberto Godoi - Leandro Vuaden, cuja forma de apitar no Brasileiro gerou enormes debates.

Troféu E Eu Com Isso? - Ana Paula Oliveira, por afirmar em entrevista que não era homossexual.

Troféu Seu Gaudêncio - Vanderlei Luxemburgo, por afirmar que futebol não é para damas, e sim para homens, ao defender o estilo viril de Kléber.

Troféu Nojo Nojento - As marmeladas de Oeste e Mogi Mirim, na Série A2 do Paulista, e de Toledo e Marcílio Dias, na Série C do Brasileiro.

Troféu Carlos Gardel - D'Alessandro, do Internacional, e Herrera, do Corinthians, argentinos que ganharam suas respectivas torcidas.

Troféu Ups and Downs - Túlio Maravilha, que empilhou gols antes das eleições e, após ser eleito vereador em Goiânia, viu a fonte secar.

Troféu Castigo Castigado - Túlio, que disse que ganhar do Gama seria igual a empurrar bêbado em ladeira. O Gama venceu o Vila Nova em plena Goiânia.

Troféu Bestas Humanas - "Torcedores" que tocaram bomba em treino do Flamengo, tumultuaram um do Bahia, quase bateram em Leão com uma barra de ferro...

Troféu Mão Furada - Clemer, do Internacional, que protagonizou gols ridículos levados contra Vasco e Coritiba.

Troféu Mosqueteira - Cristiane, boa de bola da seleção feminina, que jogou por três meses no Corinthians.

Troféu Companheiros e Companheiras - Seleção, que respondeu ao "xixi" do Presidente Lula com grande atuação sobre o Chile.

Troféu Lei e Ordem - Celso Roth, Anderson e Ronaldinho, cujos nomes foram ligados a investigações policiais no RS.

Troféu Deu Pra Ti - Dodô, suspenso por doping, fechando "bem" um ano onde nunca se firmou no Fluminense.

Troféu Falta de Senso - Portuguesa, que lançou o DVD da volta à Série A quando lutava ferrenhamente para não cair de novo.

Troféu Delegado* - Thiago Silva, dado como morto pelo jornal português O Crime, que o confundiu com um homônimo, que também foi jogador de futebol.

Troféu Salvador da Pátria - Renê Simões e Geninho, que tiraram Fluminense e Atlético Paranaense do risco de rebaixamento.

Troféu Bocaço do Ano - Márcio Braga, ao dizer que o Flamengo já preparava a festa do hexa. Nem hexa o Fla foi, nem mesmo classificado à Libertadores.

Troféu Salvo Pelo Gongo - Duque de Caxias, que fez cai-cai contra o Rio Branco, chegou a ser excluído, mas foi absolvido e subiu à Série B.

Troféu William Bonner** - A proposta de trocar de Rei Pelé para Rainha Marta o nome do principal estádio de Alagoas.

Troféu Delícia Quintuplicada - Líderes de torcida do Corinthians, cinco belezinhas que tornaram seus jogos mais gostosos.

Troféu Vitória Descaracterizada - Corinthians, que contrariou sua tradição de feitos sofridos ao voltar com sobras e tranquilidade à divisão principal do Brasil.

Troféu Tá Difícil Jogar - Figueirense x Fluminense, interrompido após três faltas de luz e, quando enfim ocorreu, foi debaixo de um dilúvio.

Troféu Vá Com Deus e Não Volte - Ziza Valladares, que deixou a presidência do Atlético Mineiro e não deixou saudades.

Troféu Bobeou, Dançou - Wilson de Souza Mendonça, que chegou atrasado ao Jóia de Princesa, o que fez Bahia x Brasiliense começar 20 minutos além do previsto.

Troféu Estamos de Volta - Bangu, que conquistou o acesso à Série A do Carioca para 2009.

Troféu Afonso Arinos - Felipe, do Corinthians, que acusou torcedores do Juventude de atos racistas com ele.

Troféu Craque no Comando - Rivaldo, eleito presidente do Mogi Mirim.

Troféu Lá Vem a Noiva Toda de Branco - Bruna, filha de Wilson Gottardo, pedida em casamento no intervalo de Botafogo x Figueirense.

Troféu Isso é um Assalto - Goiás, que queria cobrar R$ 400 pelo ingresso do jogo com o São Paulo.

Troféu Marcelo Gomes*** - Kléber Pereira, o "artilheiro de pijama", pois quase todos os gols feitos no Brasileiro foram em casa.

Troféu Like a Virgin - "Madonnão", como foi apelidado o incidente que resultou na exclusão de Wagner Tardelli de Goiás x São Paulo.

Troféu Zzzzzz... - Festa do Craque Brasileirão, que quer ser Oscar, mas é um belo dum sonífero.

Troféu Washington Olivetto - Corinthians, pelo golpe de marketing de dimensões mundiais que foi adquirir Ronaldo.

Troféu Kamila Malynowskyj**** - Santos, campeão da Copa Feminina do Brasil.

Troféu Nós na Frente - Ceará, que teve reconhecidos cinco títulos estaduais ganhos entre 1915 e 1919 e passou o Fortaleza.

Troféu Oi, Bem-Vindo, Até Logo - Sérgio Cosme, contratado para treinar o Bangu no Carioca e demitido dias depois.

Troféu Quem é o Chefe? - Barueri, que definiu um trio de técnicos para 2009.

Troféu Maria da Penha - Roberto Horcades, por afirmar que as mulheres, com dois neurônios, foram vice-campeãs olímpicas.

Troféu Fraqueza Caseira - Estado do Paraná, cujo time mais popular não é local, e sim o paulista Corinthians.

Troféu Cláudia Sangalo (aka Ivete Leite) - Ba-Vi do Baiano Feminino Amador, o primeiro entre mulheres na história do clássico.

Troféu Boris Casoy (Isso é Uma Vergonha) - Santa Cruz, mal no Pernambucano, na Copa do Brasil, na Série C... Enfim, um desastre.

Troféu Tristeza no Morro Santa Tereza**** - 15 de Campo Bom e Guarani de Venâncio Aires, que fecharam seus departamentos de futebol.

Falecimentos - Lourival Dias Lima Filho, árbitro; Evangelino da Costa Neves, presidente do Coritiba no título brasileiro de 1985; Paulo Amaral, preparador físico campeão mundial em 1958 e 1962; Wilson Fernandes de Barros, empresário que deu nome ao estádio do Mogi Mirim; Edevair, pai de Romário; José Cabral, vice-presidente do Atlético Mineiro no título brasileiro de 1971; Moisés, ex-xerifão da zaga do Corinthians; Alcir Portela, símbolo indelével do Vasco; Chicão, ex-volante de São Paulo e Galo; Marcelo Portugal Gouvêa, ex-presidente do São Paulo; e Arthur Dallegrave, marcante dirigente do Internacional.

*Delegado: forma como sou chamado por ter o mesmo nome de um delegado de polícia de Novo Hamburgo.
**O apresentador do "Jornal Nacional" chamou de "grosseria" esta troca pretendida.
***O narrador da Rádio CBN apelidou o atacante do Santos desta forma.
****Referência à setorista do Peixe na Rádio Bandeirantes.
*****Referência aos repórteres da RBS TV, Débora de Oliveira (de simpatia extrema pelo 15) e Fernando Becker (que foi jogador do Guarani).


MAIS "RETROSPECTIVA 2008" CLICANDO AQUI

 

PAPO DE BOLA - O SITE Desde 2/6/2003 Jogue junto com este time!
Criação, produção e edição: Edu Cesar - E-mail: papodebola@gmail.com