Desde 02/06/2003 Criação, produção e edição: Edu Cesar


papodebola@gmail.com


papodebola


sitepapodebola


edupapodebola

SOBRE ESTA SEÇÃO
O editor Edu Cesar comenta os resultados dos campeonatos de futebol e o dia-a-dia dos clubes. Destaque para o que de principal ocorre em todas as modalidades e ainda os tópicos não-esportivos "Sintonia PB", "Clipe do Dia" e "Bela do Dia".
 
LEIA AQUI as colunas anteriores VEJA AQUI as "Belas do Dia" anteriores
 
Sábado e domingo, 3 e 4 de julho de 2021
Uma semana tanto muito gelada quanto muito quente

Uma semana muito gelada, noites insuportáveis de ficar fora das cobertas pois tinha muito e muito tempo que não fazia um gelo tão desgraçado nesse nível, sem qualquer exagero, sem a mínima brincadeira. Resultado: eu começava a fazer as coisas tentando deixá-las em dia, precisava parar por não aguentar o gelo. Me deitava esperando ficar aquecido por umas duas horas ou algo assim para voltar e retomar tudo. Mas o sono profundo falava mais alto e eu sempre acordava no começo da manhã ou mesmo no fim dela. Conseguir colocar tudo em dia até coloco, mas apenas na noite de sábado. Já poderia adicionar temas do sábado à tarde e de manhã, mas ficaria fora de propósito. Aqui fica mais como um "arquivão da semana" para fins de registro apenas e tão somente. Segunda-feira, assim espero, enfim normalizarei tudo, mesmo que sacrifique algumas coisas para tanto (respire em paz, Twitter, longe de ti estarei).

O resumo da 8ª rodada do Campeonato Brasileiro

Eis a classificação com alguns destaques sobre o retrospecto geral recente de cada time:

1) Red Bull Bragantino, 18 Voltou a empatar depois de quatro vitórias seguidas e tem oito partidas de invencibilidade, cinco delas vencidas. São seis empates nos últimos 10 mandos, ganhando apenas dois.

2) Athletico Paranaense, 16 (um jogo a menos) Uma única derrota nas últimas 14 partidas, das quais 10 vencidas, com uma única visita perdida nas últimas oito, das quais seis ganhas.

3) Palmeiras, 16 Quatro vitórias nos últimos jogos e apenas uma derrota nos seis últimos, deixando mais positiva a irregularidade de sete vitórias, dois empates e cinco derrotas, que veio após sete vitórias consecutivas. São 14 visitas sem empate e 11 vencidas, mas as três perdidas foram nas últimas seis.

4) Fortaleza, 15 Voltou a vencer depois de quatro jogos, mas só perdeu um nos últimos 24, faturando 15 deles. São 14 mandos de invencibilidade com nove exitosos depois do 1 x 0 do Santa Cruz em 23 de março.

5) Atlético Mineiro, 13 Não ganhava havia duas derrotas seguidas e três jogos, tendo apenas três derrotas nas últimas 22 partidas, 15 delas vencidas. São quatro mandos de invencibilidade com três vencidos e apenas um perdido nos últimos 24, dos quais 18 obtidos, ainda que apenas quatro deles nos oito últimos.

6) Flamengo, 12 (dois jogos a menos) Não empata há oito partidas e ganhou seis delas, mas as duas derrotas foram nas quatro últimas. São oito vitórias nas últimas 13 visitas, uma única perdida.

7) Santos, 12 Quatro jogos de invencibilidade e dois deles vencidos, apenas uma derrota nos últimos nove com cinco exitosos. Nove mandos de invencibilidade, ganhando sete deles, depois dos 2 x 0 do Corinthians em 25 de abril.

8) Juventude, 12 Quatro partidas de invencibilidade e três delas vencidas, todas em casa, isso depois de cinco jogos sem vitória com três perdidos.

9) Bahia, 11 Duas derrotas seguidas depois de perder apenas um dos oito jogos anteriores com cinco triunfos. São apenas quatro mandos obtidos nos 10 últimos com quatro perdidos, isso depois de oito conquistados em sequência e 10 de invencibilidade.

10) Atlético Goianiense, 10 (um jogo a menos) Não perdia duas seguidas desde fevereiro, quando tomou 3 x 1 do Brasiliense na Verde e 2 x 1 do Athletico Paranaense no Brasileiro. Uma vitória nas últimas seis partidas, três derrotas nas quatro últimas, isso depois de 10 jogos de invencibilidade com cinco vencidos. Antes do meio de semana, tinha apenas uma derrota em 15 visitas com 11 delas obtidas.

11) Corinthians, 10 Quatro partidas de invencibilidade, mas ganhou apenas uma das sete últimas com uma única perdida, sendo irregularidade pura nos últimos tempos: quatro vitórias, cinco empates e cinco derrotas. Eram nove mandos sem empate, cinco deles vencidos.

12) Ceará, 10 Quatro partidas de invencibilidade, mas ganhou apenas uma das nove últimas e perdeu três delas. Três empates seguidos fora de casa e sete visitas sem vitória, duas delas perdidas.

13) Fluminense, 10 Não vence há quatro partidas, duas delas perdidas, e ganhou apenas uma das sete últimas, três destas derrotadas. Depois de atingir 12 jogos de invencibilidade com sete vencidos, perdeu cinco dos 13 posteriores e ganhou apenas quatro. Tinha quatro mandos de invencibilidade com três faturados e agora não vence há dois.

14) Internacional, 9 Uma vitória nos últimos cinco jogos, dois deles perdidos. Apenas quatro vitórias nas últimas 15 partidas com seis delas derrotadas. Sete mandos sem vitória com quatro perdidos, isso depois de sete de invencibilidade com seis vencidos, pior sequência em partidas oficiais desde a Copa João Havelange de 2000 - embora aquela tivesse no meio um amistoso vencido sobre o Ivoti, o que torna na letra fria dos números a atual sequência a pior.

15) Sport, 6 Dois empates seguidos e quatro partidas sem vitória, ganhando uma única das 10 últimas com quatro delas perdidas, isso depois de uma única derrota nos 10 jogos anteriores com sete exitosos. Seis visitas sem vitória, das quais três perdidas, desde o 1 x 0 sobre o Retrô em 24 de abril.

16) América Mineiro, 6 Voltou a ganhar depois de 11 partidas, dos quais quatro perdidas, e agora não perde há três jogos, tendo uma derrota nos cinco últimos. Eram cinco visitas infrutíferas, das quais três derrotadas, desde os 2 x 1 no Cruzeiro em 2 de maio.

17) São Paulo, 5 Três empates consecutivos e seis jogos sem vitória, dois deles perdidos. Uma vitória nas últimas 10 partidas, quatro delas derrotadas. Antes disso, tinha somente uma derrota em 19 atuações, das quais 12 obtidas, oito delas sequencialmente. São 11 visitas sem vitória depois dos 3 x 0 no Ituano em 25 de abril, das quais quatro perdidas consecutivamente antes das duas últimas empatadas. São apenas duas vitórias nas últimas 19 partidas de Campeonato Brasileiro, ambas na edição passada.

18) Cuiabá, 4 (dois jogos a menos) Antes estava invicto havia 18 partidas com 12 vencidas, mas agora não ganha há sete jogos, embora só perdesse dois. Tem três mandos sem vitória e perdeu uma invencibilidade de 10 partidas, oito delas vencidas, iniciada após os 3 x 1 do Sampaio Corrêa em 22 de janeiro.

19) Chapecoense, 4 Não ganha há oito jogos, dos quais quatro perdidos, e venceu apenas um dos 13 últimos, seis deles derrotados. São sete visitas sem vitória e quatro delas derrotadas depois dos 4 x 1 sobre o Marcílio Dias em 16 de maio, sendo esta sua pior arrancada na história dos Brasileirões.

20) Grêmio, 2 (dois jogos a menos) Depois de emendar 10 vitórias, ganhou apenas uma das 10 partidas seguintes e perdeu quatro delas. Após cinco visitas vencidas, são cinco sem vencer e três delas perdidas.

As pelejas da 8ª rodada foram assim:

Cuiabá 0 x 2 Flamengo O primeiro confronto entre eles teve o clube pelo qual Gaúcho foi campeão brasileiro vencendo aquele que ele fundou há quase 20 anos. Foram os primeiros gols flamenguistas na Arena Pantanal, onde havia empatado com o Santos e perdido para Goiás, Vasco e Fluminense. A última vitória rubro-negra na capital mato-grossense tinha sido por 2 x 0 sobre o Grêmio, no José Frageli, pela Copa dos Campeões Mundiais de 1996. O Dourado pela vez primeira ficou sem marcar no estádio após 14 partidas consecutivas.

Atlético Mineiro 4 x 1 Atlético Goianiense Com dois de Zaracho e dois de Nacho Fernández, este é apenas o segundo jogo da história dos Campeonatos Brasileiros com quatro gols de jogadores estrangeiros, o até então único sendo Náutico 4 x 1 Botafogo em 2007 com todos os alvirrubros de Acosta. 5ª vitória consecutiva no geral do Galo sobre o Dragão, para quem jamais perdeu como mandante. Os goianos, que sofreram numa só noite mais gols do que os três sofridos nas sete partidas anteriores do campeonato, não tomava um quatrilho desde os 4 x 3 do próprio Galo em 19 de setembro do ano passado.

Red Bull Bragantino 0 x 0 Ceará Desde o retorno à primeira divisão, o BragaBull nunca perdeu este confronto, vencendo duas e empatando uma. São quatro mandos de invencibilidade, com dois faturados, desde os 2 x 1 do Vozão em 3 de junho de 2014.

Juventude 2 x 0 Grêmio Depois de 11 jogos sem vitória, o Papo ganhou neste ano duas seguidas do Tricolor. Como a vitória de março pelo Gaúcho foi em Bento Gonçalves, a última no Alfredo Jaconi havia sido nos 2 x 0 de 21 de abril de 2016. O Ju não vencia duas seguidas dos gremistas desde dois 2 x 1 em 29 de janeiro de 2012 e 9 de fevereiro de 2013, ambos em Caxias do Sul. Em Brasileirões, os alviverdes não batiam os tricolores desde os 4 x 2 no Olímpico em 18 de agosto de 2004. Já como mandante, o derradeiro triunfo no torneio tinha sido nos 4 x 3 de 10 de setembro de 2000 pela Copa João Havelange.

Corinthians 0 x 0 São Paulo Agora são 15 clássicos de invencibilidade dos corintianos sobre os são-paulinos na Neo Química Arena, dos quais 10 vencidos - ainda não foi desta vez que a escrita foi rompida. De 2019 para cá, foi o terceiro empate sem gols neste recorte.

Santos 0 x 0 Sport Apenas o 6º empate em 21 partidas entre eles na Vila Belmiro, só dando vitória do Leão no 1 x 0 de 24 de junho de 2017. Quatro destes empates aconteceram de 2012 para cá. Neste ano aconteceu um dos três 0 x 0 no local, o primeiro em 1998.

Bahia 3 x 4 América Mineiro A milésima partida do Esquadrão de Aço em Brasileiros desde 1971 fez dele o primeiro nordestino a atingir esta marca, que será atingida pelo Sport na 28ª rodada deste ano. Ele não sofria quatro gols desde os 5 x 3 do Flamengo no ano passado. Nas primeiras 14 partidas contra os americanos, os tricolores estavam invictos e ganharam 10 delas. Nas 11 posteriores os mineiros faturaram quatro, três delas nos últimos quatro confrontos. Apenas a segunda vitória do Coelho em Salvador, reprisando o 1 x 0 da Copa do Brasil de 2016. Os americanos não marcavam quatro gols em jogo nacional desde os 4 x 3 no Londrina em casa em 6 de agosto de 2019, pela Série B. Fora de Minas Gerais, não fazia isso desde os 4 x 1 no Náutico em 7 de outubro de 2014, também pela B. Na divisão principal, não quatrilhava como visitante desde os 4 x 1 na Desportiva em 29 de setembro de 1993.

Internacional 1 x 2 Palmeiras O Verdão não vencia o Colorado havia quatro jogos, dos quais dois perdidos. Primeira vitória palestrina no Beira-Rio após cinco partidas, três delas vencidas pelos vermelhos, desde o 1 x 0 de 17 de julho de 2016. Acréscimo do Rodolfo Rodrigues: sempre que Deyverson foi às redes, o Palmeiras jamais perdeu no Brasileirão, sendo agora 17 vitórias e dois empates. (e o gol do Danilo foi um dos mais esquisitos já vistos)

Fortaleza 3 x 2 Chapecoense Terceiro jogo entre eles na história e terceira vitória tricolor.

Fluminense 1 x 4 Athletico Paranaense O gol tricolor fez Fred ir aos 153 gols em Campeonatos Brasileiros, igualando Edmundo e ficando a um de Romário - depois vem o líder histórico Roberto Dinamite com seus 190. São 10 encontros entre eles sem empate desde o 1 x 1 de 6 de junho de 2017, sétima vitória rubro-negra neles. A vitória mais elástica do Furacão como visitante neste confronto devolveu igualzinho o marcador sofrido em 2005, no até então único embate entre eles em Volta Redonda, e fez o Flu voltar a sofrer quatro gols como mandante depois dos 4 x 2 do Santos em 22 de junho de 2016.

A 9ª rodada terá três partidas no sábado: às 19h, Athletico x Fortaleza (António de Oliveira de volta aos rubro-negros após dois jogos de suspensão) e América x Santos; e às 21h, Corinthians x Inter. Os demais sete no domingo: às 11h, Chapecoense x Bahia; às 16h, Fla-Flu (na Neo Química Arena) e Sport x Palmeiras; às 18h15, São Paulo x BragaBull (o Massa Bruta é o único na história do Campeonato Brasileiro a ganhar as primeira quatro visitas), Cuiabá x Galo e Ceará x Ju; e às 20h30, Grêmio x Atlético Goianiense (o jogo do ultimato para Tiago Nunes).

O resumo da 8ª rodada da Série B

O Botafogo fez 1 x 0 no Vitória e voltou a ganhar depois de três jogos, enquanto o derrotado perdeu a terceira seguida e só venceu duas das 12 últimas partidas, seis delas derrotadas. Cruzeiro e Guarani empataram em 3 x 3, deixando a Raposa com apenas três vitórias nos últimos 12 jogos, dos quais sete perdidos, enquanto o Bugre não ganha há três jogos e faturou somente dois dos últimos 11, perdendo quatro. O Avaí visitou o Londrina e tocou 3 x 1.

O Goiás fez 1 x 0 no Vasco e tem quatro vitórias nas últimas sete partidas, uma única perdida. Com Bruno Gomes como destaque negativo ao ser expulso depois de apenas cinco minutos em campo, os vascaínos estão há seis partidas num "perde-ganha em loop". O Brusque venceu o Brasil por 1 x 0 e a Ponte Preta, inacreditavelmente, derrotou o CSA por 2 x 1 para quebrar uma seca de 11 jogos, a pior do clube desde os 12 entre 2010 e 2011.

CRB e Náutico ficaram no 1 x 1, terceiro empate seguido do Timbu após cinco vitórias seguidas. Já o Sampaio Corrêa jogou fora de casa e aplicou 2 x 0 no Remo, que mandou embora o técnico Paulo Bonamigo após 22 vitórias, 13 empates e 11 derrotas nesta segunda passagem. Felipe Conceição, ex-Cruzeiro, o substitui. Por fim, o Coritiba derrotou o Confiança por 1 x 0. Quatro vitórias seguidas e, cinco anos depois, quatro jogos sem tomar gol.

Superadas estas oito rodadas iniciais, a classificação da Bêzona mostrava: em 1º, Náutico com 18; em 2º, Coritiba* com 16; em 3º, Goiás e Sampaio Corrêa com 15; em 5º, Brusque* com 13; em 6º, Operário com 12; em 7º, Botafogo* e CRB com 11; em 9º, Vasco, Avaí* e Guarani com 10; em 12º, Vila Nova com 9; em 13º, CSA*, Cruzeiro e Confiança com 8; em 16º, Londrina e Remo* com 7; e em 18º, Vitória, Brasil e Ponte Preta com 6.

A 9ª rodada começou com Náutico 5 x 0 Operário e Coritiba 2 x 1 Remo. Sete jogos no sábado: às 16h30, Vasco x Confiança; às 18h30, CSA x CRB; às 19h, Brasil x Cruzeiro e Sampaio x Londrina; às 21h, Avaí x Botafogo; e às 21h30, Vitória x Goiás e Vila x Ponte. E o último no domingo: às 11h, Guarani x Brusque.

Outros destaques deste fim-de-semana

Campeonato Brasileiro Série C 6ª rodada com estes jogos pelo Grupo A: no sábado, Ferroviário x Volta Redonda (6º com 7 x 2º com 8), Manaus x Jacuipense (1º com 9 x 9º com 5), Tombense x Botafogo da Paraíba (7º com 6 x 3º com 8) e Santa Cruz x Paysandu (10º com 3 x 4º com 8); e no domingo, Altos x Floresta (5º com 7 x 8º com 5). Partidas do Grupo B: no sábado, Oeste x Ypiranga de Erechim (9º com 2 x 2º com 10) e Novorizontino x Botafogo de Ribeirão Preto (3º com 10 x 4º com 9); no domingo, São José de Porto Alegre x Mirassol (10º com 2 x 5º com 7) e Criciúma x Paraná (1º com 11 x 8º com 4); e na segunda, Ituano x Figueirense (6º com 7 x 7º com 6).

Campeonato Brasileiro Série D 5ª rodada tendo no sábado o ABC (líder do A3 com 9) visitando o Caucaia e domingo tendo o Juazeirense (líder do A3 com 8) fora de casa contra o Retrô.

O resumo da Copa América

O Brasil ganhou do Chile por 1 x 0 e perdeu Gabriel Jesus para a semifinal devido a um "coice de mula" logo depois do gol. Segunda-feira tem jogo contra o Peru, que ficou nos 3 x 3 com o Paraguai no tempo normal e o derrotou por 4 x 3 nos pênaltis com Gallese pegando uma cobrança. Os peruanos estão entre os quatro melhores pela quarta vez nas últimas cinco edições, apenas em 2016 caindo nas quartas. Três delas são sob o comando de Ricardo Gareca. Sábado de Uruguai x Colômbia e Argentina x Equador para definir a semifinal da próxima terça.

O resumo da Eurocopa

As oitavas terminaram com a Ucrânia vencendo a Suécia por 2 x 1 com gol decisivo no último minuto da prorrogação e a Inglaterra superando a Alemanha por 2 x 0, voltando a vencer este duelo em Wembley após três realizações depois do título mundial de 1966. Kane fez seu primeiro gol em Eurocopas e a eliminação marcou as despedidas da seleção alemã de Kroos e do treinador Joachim Löw. Depois do título mundial de 2014, os germânicos só desceram: eliminação em duas Euros e na 1ª fase da Copa de 2018, além do rebaixamento na Liga das Nações.

As quartas começaram na sexta com a Itália vencendo a Bélgica por 2 x 1 para chegar aos 32 jogos de invencibilidade desde 2018, com apenas nove gols sofridos. Já a Espanha precisou de 3 x 1 nos pênaltis para superar a Suíça após 1 x 1 no tempo normal. Teremos, portanto, ou italianos ou espanhóis na finalíssima, definição que teremos na próxima terça. A semi da quarta-feira sairá neste sábado de República Tcheca x Dinamarca e Ucrânia x Inglaterra.

Curtinhas Esportivas

Rogério Caboclo segue fora da CBF Mais 60 dias de afastamento da presidência. E segue a treta fortíssima do Caboclo com Marco Polo Del Nero. Eles que "se explodam-se um ao outro e vice-versa".

Mudança na Seleção Olímpica delas Lesionada no joelho esquerdo em treino em Portland, a corintiana Adriana está fora dos Jogos de Tóquio. Angelina, do Olympique Reign, foi chamada por Pia Sundhage.

Definição na Seleção Olímpica deles André Jardine fez três trocas na relação inicial e chamou mais quatro atletas pois poderão ser inscritos não 18 e sim 22 atletas. As saídas foram de Pedro, Gerson e Malcom, não liberados por Flamengo, Olympique e Zenit. Chamados estão: os goleiros Santos (Athletico), Brenno (Grêmio) e Lucão (Vasco); os laterais Daniel Alves (São Paulo), Gabriel Menino (Palmeiras), Guilherme Arana (Atlético Mineiro) e Abner (Athletico); os zagueiros Gabriel Magalhães (Arsenal), Nino (Fluminense), Diego Carlos (Sevilla) e Bruno Fuchs (CSKA); os meias Douglas Luiz (Aston Villa), Bruno Guimarães (Lyon), Douglas Augusto (PAOK), Claudinho (Bragantino), Matheus Henrique (Grêmio) e Reinier (Borussia Dortmund); e os atacantes Matheus Cunha (Hertha Berlim), Martinelli (Arsenal), Antony (Ajax), Paulinho (Bayer Leverkusen) e Richarlison (Everton).

Saídas alvinegras Otero e Jemerson deixaram o Corinthians e Felipe Vizeu não joga mais pelo Ceará.

Punição à altura da agressão cometida O valentão Bruno Silva tomou sete partidas de gancho no STJD por "dar uma de Diego Souza no Palmeiras x Santos de 2009" na derrota da Chapecoense para o Internacional. Descontada a automática, são seis a cumprir. O colorado Danilo Fernandes tomou uma partida, já cumprida.

Frank de Boer não treina mais a Holanda O contrato iria até o fim do ano que vem, só que exigia vaga nas quartas da Eurocopa. Como a República Tcheca a eliminou, causou também a demissão dele...

Luto no atletismo: morreu Luiz Alberto de Oliveira Vitimado na quarta-feira por problemas renais graves aos 71 anos, ele treinou vários medalhistas olímpicos e mundiais, especialmente Joaquim Cruz no ouro de 1984.

Wimbledon concluindo sua primeira semana Semana marcada pela saída abreviada da Serena Williams, que abandonou o torneio por se lesionar no primeiro set contra Aliaksandra Sasnovich.

Finais de conferência da NBA Phoenix Suns de volta à decisão depois de 28 anos com os 130 x 103 que fecharam em 4 x 2 a melhor-de-sete do Oeste contra o Los Angeles Clippers. No Leste, temos 3 x 2 para o Milwaukee Bucks após 123 x 112 no Atlanta Hawks, que precisa ganhar no sábado para forçar o tira-teima na segunda.

Domingo de Fórmula Indy em Mid-Ohio Mais rivalidade entre os dois únicos que já romperam a barreira dos 300 pontos: o líder Álex Palou, com 349, e o vice Patricio O'Ward, com 321. Scott Dixon vem em 3º, com 296.

Domingo de mais Fórmula 1 na Áustria Espera-se que com uma corrida menos chata que o GP da Estíria. Max Verstappen defende uma vantagem de 156 x 138 na classificação contra Lewis Hamilton.

Sintonia PB

Começa o tópico desta "24 Horas" que está antenado no que ocorre fora dos esportes. Às novidades:

Jornalismo gaúcho de luto: morreu Walter Galvani Vitimado por uma parada cardíaca na terça-feira aos 87 anos, o jornalista e escritor foi internado para uma cirurgia de correção numa válvula localizada no coração e, ainda por cima, estava com coronavírus. Iniciado na sua Canoas como um dos fundadores do jornal Expressão em 1954, veio para Porto Alegre no ano seguinte e trabalhou por cinco décadas na Caldas Júnior, especialmente no jornal Correio do Povo, mas também nos jornais Folha da Tarde e Folha da Manhã, além de ser apresentador da Rádio Guaíba. Ultimamente, Galvani escrevia para os jornais ABC Domingo, do Vale dos Sinos, e Diário Popular, de Pelotas.

Contratações na Rádio Jovem Pan São quatro: José Carlos Bernardi, que começou a fazer comentários no "Jornal da Manhã"; Bruna Torlay, nova integrante do "3 em 1"; e Elisângela Carreira, ex-Record e SBT, e Maicon Mendes, ambos ex-repórteres da TV Bandeirantes. Aquisições pensadas também no novo canal televisivo que vem aí.

A melhor notícia da vida de Izabella Camargo Nasceu na quarta-feira Angelina, filha da locutora noticiarista e voz-padrão da Rádio Bandeirantes com o investidor financeiro Thiago Godoy. Felicidades para todos!

A "pré-estreia" de Juliana Rosa na Bandeirantes Oficialmente a comentarista de economia assumirá espaços nas TVs e rádios do grupo a partir de segunda-feira, mas vista já será na TV Bandeirantes na virada de domingo para segunda no "Canal Livre" da meia-noite, sendo ela, Fernando Mitre e o apresentador Rodolfo Schneider os entrevistadores do convidado Pérsio Arida, ex-presidente do Banco Central e do BNDES.

Novo cenário no "Hora 1" Começará nesta segunda e fará o primeiro jornal da Globo deixar o ambiente no qual estava desde a estreia há quase sete anos, passando a ser realizado da redação jornalística de São Paulo, com novas tecnologias passando a acompanhar Roberto Kovalick, Jacqueline Brazil e Alessandro Jodar.

Chico Pinheiro de volta! Será nesta segunda o retorno do apresentador do "Bom Dia Brasil", que fez pela vez última em 20 de março do ano passado. Seu retorno foi anunciado ao término da edição desta sexta pela Ana Paula Araújo, que também se despediu da Giuliana Morrone, que passa a participar do "Jornal da Globo".

Transição feita no "Jornal das 10" Dele sai Heraldo Pereira, que retorna ao Plim-Plim para participar do "Bom Dia". Nesta sexta, ele fez a passagem de bastão para a nova titular do noticiário da GloboNews, Aline Midlej.

Não disfarça que é feio, Rubens Menin Sei pelo Flávio Ricco que o dono da operação brasileira da CNN se reuniu com apresentadores, diretores e vice-presidentes para pedir desculpas pelos posts nas redes sociais nos quais, apesar de afirmar que não era sua intenção e que foi mal interpretado, defendeu sim tratamento precoce, cloroquina e essas outras patifarias que não combatem a Covid-19 coisa nenhuma. O homem deve ter se tocado que sua postura foi muito mais danosa que benéfica para o veículo que comanda, ainda mais depois das pauladas verbais do presidente e negacionista maior Jair Bolsonaro. Incrível isso de "mal interpretado", sempre essa falácia.

"O Grande Debate" de volta Sei pelo Gabriel Perline no Notícias da TV que o retorno acontecerá no próximo dia 13, não mais como quadro de jornal ou programa, mas sim como programa de grade com 45 minutos e sem participantes fixos, sendo apresentado por Caroline Nogueira às terças, às 22h30, com dois convidados.

Marcos Hummel de volta à apresentação do "Câmera Record" Sei pelo Notícias da TV que o programa deste domingo será o primeiro feito por ele depois de um ano e um mês afastado por ser do grupo de risco pela idade de 73 anos. Hummel fez apenas locuções para VTs, mas o "Câmera" era apresentado por Luiz Fara Monteiro.

Rodrigo Faro, o coronavírus e o SBT Teve nesta semana uma ação comercial conjunta envolvendo ele e Eliana, gravações feitas na emissora onde ela apresenta. Tudo muito bom, tudo muito bem, só que Gabriel Perline afirmou no Notícias da TV que o apresentador da Record não fez teste contra a doença no ambulatório da concorrente, que obriga todos os visitantes a passagem por uma triagem antes de ingresso em suas dependências, e apresentou um resultado negativo de exame feito no mesmo dia. Nesta sexta, Faro testou positivo para a Covid-19. Como consequência, o SBT afastou Eliana e os mais de 30 funcionários da produção do programa dela até que constatado seja que não foram infectados. O apresentador mandou uma nota oficial ao Flávio Ricco, na qual diz que se dispôs a fazer outro exame no SBT e que dois funcionários do comercial de lá é que disseram que não seria necessário fazê-lo.

Morreu o garotinho dos cigarrinhos de chocolate Pan O ator Paulo Pompeia tinha 72 anos e foi vitimado na quarta-feira por uma cardiopatia congênita. A campanha do Pan foi estrelada por ele no final da década de 1950.

"Tela de Sucessos" cancelada por causa do futebol Não teve nem nesta sexta e nem terá na próxima sexta devido às transmissões da Copa América pelo SBT. Atualmente, a sessão de filmes está passando obras dos Trapalhões, já tendo mostrado quatro delas. Assim sendo, só no dia 16 a cinematografia trapalhona regressará.

"Escolinha do Professor Raimundo" nos sábados da Globo A versão 2018 do humorístico passa a ir ao ar às 14h a partir deste fim-de-semana, substituindo "Toma Lá Dá Cá" na faixa regional de Rio de Janeiro e São Paulo, destinada a semanais locais das filiais e afiliadas - a imensa maioria delas utiliza o horário para os referidos.

Filmes clássicos na "Sessão da Tarde" das quintas-feiras Assim passando a ser neste mês de julho, começando na última quinta com "Os Goonies", oitentismo que tinha alguns anos que a Globo não passava (e teve a dublagem original da Herbert Richers), e prosseguindo na próxima semana com o noventismo "Matilda".

"Esquadrão Resgate" no Warner Channel Estreou nesta semana a série estrelada e co-criada por Denis Leary, que nos 93 episódios produzidos em sete temporadas a partir de 2004 fez salvamentos e transou um monte como o bombeiro divorciado Tommy Gavin. Exibição de segunda a sexta nas faixas das 11h30 e das 3h.

Duas sobre o HBO Max O streaming da WarnerMedia foi lançado na última segunda e há duas curiosidades: o especial de reunião de "Friends" foi dublado em São Paulo, mas somente ele em si e não as cenas dos episódios da série clássica, nas quais foram inseridos os áudios das dublagens em si, tanto a do Grupo Macias nas temporadas 4 até 9 quanto especialmente a original da Herbert Richers nas temporadas 1 até 3 e mais a 10. Já "A Comissária de Bordo", série que marca o retorno da cada vez mais irresistibilíssima Kaley Cuoco após "Big Bang, a Teoria", tem um ponto positivo na dublagem carioca: a voz dela é a da mesma Fernanda Fernandes que dublou brilhantemente a Penny. Nem poderia mesmo mudar. Kaley Cuoco "em brasileirês" sem a voz de La Baronne é fraude pura.

Anulada a condenação de Bill Cosby O humorista tinha sido condenado em 2018 a 30 anos de prisão por agressão sexual, só que a Justiça dos EUA exige unanimidade do júri para pronunciar o veredicto, e ela não veio após mais de 50 horas de deliberação. Evidentemente, isso pegou mal demais devido ao peso fortíssimo das mais de seis dezenas de denúncias feitas contra o ex-astro televisivo, cuja carreira está irreversivelmente acabada para sempre. É visto isso como um retrocesso neste momento iniciado especialmente a partir do movimento #MeToo.

E fique antenado! "Sintonia PB" continua de olho no que ocorre fora dos esportes e retorna na próxima coluna.

Datas em 0 ou 5

É um hábito desta "24 Horas" de bastante tempo e que será mantido aqui ao observar datas importantes que completam 5, 10, 25, 40, 65, 100 anos, enfim, sempre em 0 ou 5 pois é como consigo me organizar melhor. As da quarta, 30 de junho, foram estas:

*115 anos do nascimento de Anthony Mann, cineasta falecido em 1967 e que fez filmes como "Música e Lágrimas", "El Cid" e "A Queda do Império Romano".

*90 anos do nascimento de Omar Cardoso, lendário astrólogo falecido em 1978 e ex-apresentador do "Bom Dia, Mesmo" na Rádio Bandeirantes.

*85 anos do livro "...E o Vento Levou", escrito por Margaret Mitchell.

*75 anos de Billy Brown, cantor do trio Ray, Goodman & Brown.

*70 anos do primeiro jogo do Corinthians fora do Brasil (4 x 1 num combinado uruguaio).

*65 anos de David Alan Grier, ator das séries "In Living Color" e "Eu, a Patroa e as Crianças", além de filmes como "Amazonas na Lua".

*55 anos ao dobrado: de Mike Tyson, lendário ex-boxeador campeão dos pesados; e da morte de Giuseppe Farina, ex-automobilista nascido em 1906 e primeiro campeão da Fórmula 1 em 1950.

*50 anos ao dobrado: de Monica Potter, atriz de filmes como "Beijos que Matam" e "Cinco Evas e um Adão"; e da estreia de "A Fantástica Fábrica de Chocolate", filme dirigido por Mel Stuart e estrelado por Gene Wilder.

*35 anos do "Xou da Xuxa", programa infantil da TV Globo exibido até 1992.

*30 anos de "Tudo é Permitido", disco do Kid Abelha que tem canções como "Não Vou Ficar".

*25 anos ao triplicado: do Flamengo campeão carioca num 0 x 0 com o Vasco; do Grêmio campeão gaúcho com 4 x 0 sobre o Juventude; e da Alemanha campeã europeia com 2 x 1 sobre a República Tcheca.

*20 anos da morte do guitarrista Chet Atkins, nascido em 1924.

As da quinta, 1º de julho, foram estas:

*105 anos do nascimento de Olivia de Havilland, atriz falecida em 2020 e vencedora do Oscar por "Só Resta uma Lágrima" e "Tarde Demais", indicada por "A Porta de Ouro" e como coadjuvante por "E o Vento Levou".

*90 anos de Leslie Caron, atriz indicada ao Oscar por "Lili" e "A Mulher que Pecou", atuante ainda em "Sinfonia de Paris" e vencedora do Emmy de atriz convidada por "Lei & Ordem - Unidade de Vítimas Especiais".

*80 anos do baterista e percussionista Robertinho Silva.

*75 anos do cantor e compositor Alceu Valença.

*70 anos ao triplicado: do GP da Europa vencido por Luigi Fagioli (piloto mais velho a ganhar uma corrida de Fórmula 1 com 53 anos e 22 dias); de Fred Schneider, vocalista da banda The B-52's; e de Victor Willis, vocalista da banda Village People.

*65 anos ao dobrado: do primeiro jogo da Itália no Estádio Maracanã (amistoso perdido por 2 x 0 para o Brasil); e de Alan Ruck, ator de filmes como "Curtindo a Vida Adoidado" e que fez o Stuart na série "Limpando a Barra".

*60 anos ao dobrado: de Carl Lewis, ex-velocista que ganhou nove medalhas de ouro e uma de prata nos Jogos Olímpicos de 1984 até 1996; e do nascimento de Diana Spencer, falecida em 1997 e que foi a Princesa de Gales.

*50 anos de Julianne Nicholson, atriz que fez a detetive Wheeler na série "Lei & Ordem - Crimes Premeditados".

*45 anos ao quadruplicado: de Reinaldo, ex-futebolista campeão por Atlético (um Mineiro), Palmeiras (um Paulista), Cruzeiro (Libertadores de 1997 e um Mineiro), Atlético (um Paranaense), Gama (um Brasiliense) e Anderlecht (um Belga e uma Supercopa da Bélgica); de Kluivert, ex-futebolista campeão por Ajax (Intercontinental, Liga dos Campeões e Supercopa da Europa todas em 1995, dois Holandeses e duas Supercopas da Holanda), Barcelona (um Espanhol) e PSV Eindhoven (um Holandês); de Van Nistelrooy, ex-futebolista campeão por PSV Eindhoven (dois Holandeses e duas Supercopas da Holanda), Manchester United (um Inglês, uma Copa da Liga Inglesa, uma Copa e uma Supercopa da Inglaterra) e Real Madrid (dois Espanhóis e uma Supercopa da Espanha); e de Simony, cantora e ex-integrante da Turma do Balão Mágico.

*35 anos da morte de Paulo Gonçalves, ator nascido em 1924 e que fez várias novelas na Globo nas décadas de 1970 e 1980.

*30 anos ao dobrado: da ginasta Jade Barbosa; e da morte de Michael Landon, ator nascido em 1936 e que fez Joe Cartwright na série "Bonanza" e Jonathan Smith na série "O Homem que Veio do Céu".

*25 ao quadruplicado: anos da morte de Cláudio Kano, mesatenista nascido em 1965; da estreia do "190 Urgente", programa policial exibido pela CNT até 1998 e que foi apresentado por Ratinho e depois por Wagner Montes; da estreia de "O Exterminador do Futuro 2: o Julgamento Final", filme dirigido por James Cameron e estrelado por Arnold Schwarzenegger e Linda Hamilton; e da morte de Margaux Hemingway, ex-modelo e atriz nascida em 1954.

*20 anos ao dobrado: da estreia de Luiz Felipe Scolari na Seleção Brasileira (derrota por 1 x 0 para o Uruguai pelas Eliminatórias); e da estreia de "Curtindo uma Viagem", programa do SBT apresentado por Celso Portiolli até 2002.

*15 anos ao dobrado: do Brasil eliminado da Copa do Mundo para a França por 1 x 0 com Cafu recordista em jogos de Copa do Mundo pela Seleção Brasileira (20); e de Luiz Felipe Scolari recordista em jogos invictos em Copas do Mundo (12 após o 0 x 0 + 3 x 1 nas quartas da Copa do Mundo contra a Inglaterra).

As da sexta, 2 de julho, foram estas:

*105 anos do nascimento de Zélia Gattai, escritora falecida em 2008 e autora de livros como "Anarquistas, Graças a Deus", além de ser casada por quase seis décadas com Jorge Amado.

*95 anos do nascimento de Antônio Carlos de Almeida Braga, empresário falecido em 2021 e grande investidor de muitos esportistas brasileiros.

*75 anos ao dobrado: do nascimento de Silveira, ex-futebolista falecido em 2020 e campeão por Fluminense (Robertão de 1970 e quatro Cariocas) e Guarani (Brasileiro de 1978); e do nascimento de Ron Silver, ator falecido em 2009 e que fez filmes como "O Guardião do Tempo" e séries como "Chicago Hope", "Veronica's Closet" e "Nos Bastidores do Poder".

*65 anos de Jerry Hall, ex-modelo e atriz.

*60 anos da morte de Ernest Hemingway, escritor nascido em 1899 e autor de livros como "Adeus às Armas", "Por Quem os Sinos Dobram" e "O Velho e o Mar".

*55 anos de Maria Esther Bueno derrotada por Billie Jean King em Wimbledon por 2 x 1.

*40 anos de "4", disco do Foreigner que tem músicas como "Waiting For a Girl Like You", "Urgent" e "Juke Box Hero".

*35 anos ao dobrado: de Bruninho Rezende, voleibolista campeão olímpico na Rio 2016 e de um Mundial, dois Pan-Americanos, quatro Ligas Mundiais e duas Copas do Mundo pelo Brasil; e de Lindsay Lohan, atriz de filmes como "Sexta-Feira Muito Louca" e "Meninas Malvadas".

*30 anos da morte de Lee Remick, atriz nascida em 1935 e indicada ao Oscar por "Vício Maldito", além de atuante em "A Profecia".

*20 anos do lançamento do jornal O Sul, existente em versão impressa até 2015 e desde então somente digital.

*15 anos da vitória de Michael Schumacher no GP dos EUA de Fórmula 1 (primeiro vencedor 5 vezes em Indianápolis em qualquer série).

*5 anos da morte de Michael Cimino, cineasta nascido em 1939 e vencedor do Oscar por "O Franco Atirador".

As deste sábado, 3 de julho, são estas:

*115 anos do nascimento de George Sanders, ator falecido em 1972 e vencedor do Oscar de coadjuvante por "A Malvada".

*75 anos de Carlos Alberto Riccelli, ator de novelas como "Vale Tudo" na TV Globo e de filmes como "Ele, o Boto".

*50 anos ao dobrado: do fim da "Família Trapo", humorístico estreado pela TV Record em 1967; e da morte de Jim Morrison, cantor nascido em 1943 e vocalista do The Doors.

*45 anos ao dobrado: de Wanderlei Silva, lutador de artes marciais mistas; e de Andrea Barber, atriz que fez a Kimmy na série "Três é Demais".

*15 anos do lançamento do single "Smile" por Lily Allen.

*10 anos ao triplicado: de Brasil 0 x 0 Venezuela, jogo da Copa América cujo melhor momento foi a invasão ao gramado de um cachorro no primeiro tempo; de Novak Djokovic campeão de Wimbledon com 3 x 1 sobre Rafael Nadal; e da morte de Mário Chamie, escritor nascido em 1933 e que participou do programa "50 por 1" na TV Record.

As deste domingo, 4 de julho, são estas:

Bela do Dia: Ariane Rinehart

Ariane Rinehart, atriz. Na série "Heróis Contra o Fogo" ela fez participações como Lily, que namorou Otis e que, depois da morte dele, desistiu do bar Molly's North e abriu uma confeitaria com a ajuda do Hermann.

*95 anos de Di Stéfano, ex-futebolista falecido em 2014 e campeão por Argentina (Copa América de 1947), River Plate (dois Argentinos), Millonarios (três Colombianos) e Real Madrid (Intercontinental de 1960, Copas dos Campeões da Europa de 1956 até 1960, oito Espanhóis e uma Copa do Rei), treinador campeão por Boca Juniors (um Argentino e uma Copa Argentina), Valencia (Recopa Europeia de 1980, um Espanhol e uma Série B Espanhola), River Plate (um Argentino) e Real Madrid (uma Supercopa da Espanha).

*85 anos do nascimento de Sônia Mamede, atriz falecida em 1990 e que fez filmes como "De Vento em Popa" e "Esse Milhão é Meu", além de humorísticos da TV Globo como "Chico City", "Satiricom", "Planeta dos Homens" e "Os Trapalhões".

*75 anos de Ado, ex-goleiro campeão mundial pelo Brasil em 1970.

*65 anos de Bárbara Bruno, atriz no ar em "Gênesis" na Record e que fez novelas como "Cúmplices de um Resgate" no SBT.

*60 anos do nascimento de Jimy Raw, comunicador falecido em 2020 e que foi apresentador da Super Rádio Tupi e do "Globo de Ouro" na TV Globo.

*50 anos do fim de "Guerra, Sombra e Água Fresca", série estrelada por Bob Crane e Werner Klemperer em 168 episódios e seis temporadas.

*40 anos ao dobrado: de John McEnroe campeão de Wimbledon com 3 x 1 sobre Bjorn Borg; e de Thiago Fagundes, dublador do Dr. Connor Rhodes na série "Atendimento de Emergência".

*35 anos de Sálua Zorkot, ex-repórter da TV Record Minas.

*5 anos do fim de "Os Dez Mandamentos", novela da Record atualmente reprisada pela TV Brasil, escrita por Vivian de Oliveira e estrelada por Guilherme Winter e Sérgio Marone.

Arremate

Coronavírus já vitimou no Brasil mais de 522 mil dos quase 18 milhões e 700 mil infectados. Pesadelo sem fim!!!

"24 Horas" volta rezando que um dia este mal cesse ou diminua drasticamente.

Torneios de futebol, todas as modalidades e variedades não-esportivas.

Destaques da imprensa esportiva. O que acontece em TV, rádio, jornal e web.

Podcasts com pitacos sobre os esportes e outros registros interessantes.

Convidados escrevem sobre temas de agora no futebol e em todos os esportes.

Para entender o presente, é preciso conhecer o passado. Aqui se faz isso.

Teste de conhecimentos com direito a charadas e perguntas "pega-ratão".

Verde para o bom, vermelho para o ruim e amarelo para chamar a atenção.

Gente do esporte dá dicas de livros, filmes, música, culinária e mais.