Desde 02/06/2003 Criação, produção e edição: Edu Cesar


papodebola@gmail.com


papodebola


sitepapodebola


edupapodebola

SOBRE ESTA SEÇÃO
O editor Edu Cesar comenta os resultados dos campeonatos de futebol e o dia-a-dia dos clubes. Destaque para o que de principal ocorre em todas as modalidades e ainda os tópicos não-esportivos "Sintonia PB", "Clipe do Dia" e "Bela do Dia".
 
LEIA AQUI as colunas anteriores VEJA AQUI as "Belas do Dia" anteriores
 
Segunda, 21 de junho de 2021
A melhor arrancada da história do Athletico Paranaense



Até este domingo, o melhor começo de Campeonato Brasileiro do campeão de 2001 tinha sido não o do referido ano (que, a título de registro, foi de cinco partidas com duas vitórias seguidas, um empate e mais duas vitórias), mas sim o de 1991, com três vitórias consecutivas - e no entanto, nos 16 jogos seguintes ganharia apenas mais duas vezes e só não seria rebaixado por ter três pontos acima dos caídos Grêmio e Vitória. Mas a de 1991 não é mais a melhor arrancada rubro-negra paranaense. A de 2021 é ainda melhor: quatro vitórias consecutivas.

A mais recente veio neste domingo, quando os comandados do António de Oliveira saíram perdendo para o Atlético Goianiense com Gabriel Baralhas, mas empataram com Matheus Babi. Aí, o time do Eduardo Barroca teve duas oportunidades preciosas, mas em ambas parou na trave - numa delas com Natanael passando por Santos! Quem o fez foi Christian para confirmar a 9ª vitória do Furacão na história de agora 12 partidas contra o Dragão, exitoso apenas e tão somente nos 3 x 1 de 18 de abril de 2007. O Athletico não é derrotado há 11 jogos gerais (nove deles vencidos) e há seis mandos (dos quais cinco exitosos), enquanto o Atlético não perdia havia 10 partidas gerais e agora não vence há três, voltando a perder fora de casa depois de quatro apresentações, das quais três vencidas.

Quem ficou um pouquinho mais distante dos paranaenses nesta 5ª rodada foi o Fortaleza contra o Fluminense, que saiu na frente com Caio Paulista para que Robson assinasse o 1 x 1. Se o Leão do Pici não emendou quatro vitórias, chegou aos 20 jogos de invencibilidade (14 vencidos) desde que sofreu 1 x 0 do Santa Cruz em 23 de março. Com Juan Pablo Vojvoda no comando, são oito vitórias e quatro empates. Invicto diante dos tricolores cearenses há cinco partidas e batido em somente uma das sete últimas (quatro delas triunfantes), o Fluzão do Roger Machado só perdeu uma das últimas oito jornadas (quatro delas positivas), ainda que não triunfe há quatro visitas e só tenha faturado uma das oito últimas (duas perdidas). Só na Série A, são 14 atuações seguidas sem derrota (oito vencidas).



Na principal contenda, o Flamengo teve Rogério Ceni de volta após ausência devido à Covid-19 e o Red Bull Bragantino não contou com Maurício Barbieri, suspenso por duas partidas por ir no vestiário em jogo no qual cumpria uma automática. As duas equipes apresentaram um nível de qualidade que compensou demais a audiência no horroroso horário de sábado à noitinha, começando pelo golaço sem querer do Aderlan de calcanhar. Com Gabriel Barbosa na Seleção e Pedro ausente por precaução (não está com coronavírus, mas apresentou sintomas), Rodrigo Muniz assumiu a responsabilidade e dobrou para virar oplacar, com direito a uma bicicleta a la Neto em 1988.

Eric empatou e pareceu que assim ficaria, mas quando deu 53 minutos da metade complementar, veio o 3 x 2 dos paulistas com Chrigor "de boa noite", o que tornou-se uma ironia das maiores pois no sábado anterior os cariocas promoveram uma live especial de Dia dos Namorados e o show musical foi do pagodeiro... Chrigor! (cujo nome do jogador é inspirado nele) E apesar da ausência do Barbieri, vale a divertida observação da Camila Nunes no Twitter: tivemos a lei do ex... treinador. Invicto há cinco partidas gerais (três vencidas nas últimas quatro), o Massa Bruta só perdeu uma das 10 últimas (seis vencidas). Na temporada, ganhou 10 de 14 visitas (duas perdidas).

Desde que o Braga voltou pra elite, são três jogos e nenhuma derrota dele, que passou a ter vantagem no retrospecto geral: cinco vitórias, cinco empates e quatro derrotas. Dos cinco triunfos, quatro foram no Maracanã, os anteriores em 1990 (sua estreia no estádio), 1992 e 1998, enquanto só perderam em 1994 - houve ainda uma derrota com mando flamenguista em 1995, mas em São Januário devido a um enrosco entre FERJ e administradores do Mário Filho. O Mengão não perdia havia 16 partidas (12 vencidas), não era vazado havia cinco partidas e não tomava três gols no Maracanã em divisão principal desde os 4 x 1 do São Paulo em 1º de novembro de 2020.



Sem mais Alan Empereur e sem Lucas Lima pois afastado após ser flagrado numa balada com aglomeração e sem máscara (merecidamente criticado não só pela contrariedade às recomendações necessárias nestes intermináveis tempos pandêmicos, mas pela insensibilidade enquanto jogador de um clube que teve três vítimas muito recentes do coronavírus), o Palmeiras completou 200 partidas gerais e 100 de Série A no Allianz Parque. Mas o América Mineiro, que terá Vagner Mancini como sucessor do Lisca, quis estragar a matinê no chutaço do Geovane.

Willian empatou e os mineiros poderiam ter retomado a dianteira, mas Jailson defendeu uma penalidade máxima cobrada pelo Ademir - a crise crônica dos chutes livres a 11 passos da marca fatal vem desde o Campeonato Mineiro e não tem fim, tá que nem a pandemia no Brasil. O 2 x 1 veio com dobra do "Bigode" aos 51 minutos do 2º tempo, amenizando a irregularidade recente do time do Abel Ferreira, vencedor pela 5ª vez nas últimas 11 pelejas (quatro perdidas) e pela 5ª vez em 13 mandos (seis derrotados). O Palmeiras nunca perdeu para o América em SP na divisão principal e não é superado há 10 partidas desde o 1 x 0 de 1º de junho de 2013. Os americanos chegaram às nove porfias fracassadas (cinco empatadas) com míseros e reles três gols marcados nelas.

Com direito à cor das chuteiras do Jô virando o maior alvo do debate (o que por si só evidencia o nível - qual? - dentro de campo), Bahia e Corinthians ficaram no 0 x 0. O Esquadrão de Aço completou cinco mandos sem derrota pro Timão desde que tomou 2 x 0 em 16 de novembro de 2014, mas não chegou aos cinco triunfos seguidos neste que foi o primeiro empate entre eles desde o 1 x 1 de 16 de agosto do já citado 2014. A equipe do Dado Cavalcanti só perdeu uma das últimas sete partidas (quatro exitosas) e tem 18 sucessos nas últimas 28 presenças gerais, voltando a empatar depois de seis mandos. Já a esquadra do Sylvinho não ganha há quatro jogos, embora empatando três deles, e faturou somente um dos sete últimos (três deles perdidos), só perdendo duas de 14 visitas (sete obtidas).



O clássico paulista teve o Santos batendo o São Paulo por 2 x 0 com Marinho e Gabriel Pirani, este depois que Liziero pirou na batatinha em lance pífio e patético. Fernando Diniz bateu o antigo time no reencontro e Hernán Crespo perdeu o primeiro clássico após três vitórias e dois empates. Os minutos finais foram tensos pois John tomou uma pancada no joelho e não podia sair pois todas as trocas já haviam sido feitas. Resultado: o alvinegro praiano tinha, mas na verdade não tinha goleiro em campo. Só que os são-paulinos foram muito incompetentes para, ainda mais tendo tempo para tanto devido aos intermináveis acréscimos, nem sequer diminuírem. Foi surreal.

Especificamente em San-São na Vila Belmiro, o Peixe não perde há cinco realizações e só caiu uma vez nas 17 últimas desde 2010 (quando tomou 3 x 1 em 16 de fevereiro de 2017). No geral atual, só uma derrota nas últimas seis apresentações (quatro vencidas) e sete mandos de invencibilidade (seis exitosos). Já o Tricolor venceu apenas um dos últimos sete confrontos (os 9 x 1 no 4 de Julho), perdendo quatro deles, e tem somente três sucessos nas últimas 11 presenças. Fora de casa, emendou quatro derrotas e nove visitas fracassadas (as demais empatadas). O derradeiro êxito são-paulino como visitante foi nos 3 x 0 de 25 de abril diante do Ituano.

Na véspera da partida contra o Ceará, o Internacional anunciou o "velho novo" técnico: Diego Aguirre, regressado após a eliminação na semifinal da Libertadores de 2015, tendo contrato até o fim do ano que vem, o que faz o clube voltar a ter dois estrangeiros em sua casamata depois de 25 anos com Pedro Rocha e Figueroa, como soube pelo Rodrigo Ramos - também foi confirmada a volta do agora coordenador físico Paulo Paixão, preparador dos títulos sul-americano e mundial de 2006. E pelo que se viu neste embate apitado confusamente com "CO" maiúsculo por Diego Pombo para imagino que irritação máxima de Britto Júnior, haverá muito trabalho pra coisa melhorar.

Edenilson até fez seu 12º gol de pênalti em 12 cobrados pelos gaúchos, mas o empate veio antes do intervalo num golaço de falta do Lima. Apesar do 1 x 1, a equipe do Guto Ferreira merecia melhor sorte, que parece estar distante dele a julgar pelos seis jogos sem vitória (metade perdida) e uma única nos nove últimos (quatro derrotados). Já o Colorado do interino Osmar Loss venceu três das últimas 12 atuações (cinco perdidas) e chegou aos seis fracassos consecutivos no Beira-Rio (três perdidos), marca negativa não obtida desde o 2016 do rebaixamento. No duelo específico, o Inter perdeu apenas uma das últimas sete presenças contra o Ceará (quatro exitosas).



E com direito à falta do recurso do vídeo nos primeiros 28 minutos devido à imbatível neblinaça de Caxias do Sul, o Juventude conseguiu a primeira vitória nesta edição de um dos quatro que subiram da última Série B e sua primeira no retorno à elite justamente contra a equipe que superara por último antes de passar 13 anos fora dela: o Sport, que um dia foi do Matheus Peixoto, agora algoz no 1 x 0 por ele dedicado a Marcelo Veiga, vitimado pela Covid em dezembro do ano passado e por quem foi treinado no Bragantino. Foi o primeiro gol do Ju no Alfredo Jaconi em Série A desde o de Willian, que fechou os 2 x 1 de 2 de dezembro de 2007, quando a equipe já estava rebaixada.

O time do Marquinhos Santos vinha de cinco partidas sem vitória (três perdidas) - incluindo duas pauladas em casa por 3 x 0 - e obteve apenas o 4º sucesso nas 13 últimas (quatro perdidas). O Papo só perdeu uma das últimas oito pelejas (cinco vencidas) contra o Leão, que nunca lhe derrotou em seis visitas (metade empatada). Os comandados do Umberto Louzer ganharam uma vez nos últimos sete jogos e não vencem há sete visitas (quatro perdidas).

Nesta segunda, a 5ª rodada do Campeonato Brasileiro "terminará sem ter terminado" com Atlético Mineiro x Chapecoense, isso devido ao adiamento de Cuiabá x Grêmio devido à cessão da Arena Pantanal pra Copa América e à falta de condição do Dutrinha, que não recebe um jogo há seis anos. Se ganhar, a equipe do Cuca dividirá a liderança com o Athletico Paranaense em 12 pontos. Depois dele, temos Fortaleza e Bragantino com 11 e Palmeiras com 10, até aqui os únicos com uma dezena de pontos. Na próxima coluna abordarei mais da classificação.

Quem é que segura o Náutico na Série B?



Cinco jogos e cinco vitórias, a última delas muito suada com 3 x 1 sobre o Botafogo. Os comandados do Hélio dos Anjos saíram na frente e poderiam ter ampliado em pênalti defendido pelo goleiro do Fogão, que chegou à igualdade e a manteve até 45 minutos do 2º tempo, quando veio o desempate em outro pênalti, desta vez Jean Carlos fazendo o que Kieza não fez, para o desfecho sair aos 51 num gol daqueles do Paiva, que soltou a bomba após a bola quicar depois de lançada pelo arqueiro. O Timbu não perde como mandante há 21 partidas e, na atual passagem do Hélio, tem 14 vitórias e cinco empates. Nos Aflitos em três passagens, são 26 vitórias, 7 empates e 2 derrotas. Os alvirrubros não derrotavam os botafoguenses havia seis jogos (cinco perdidos) desde os 3 x 2 de 10 de junho de 2012. Se ganhar a próxima rodada, o Náutico igualará a melhor arrancada da Série B: a do Corinthians em 2008.

Um carioca perdeu para um nordestino, mas o outro carioca derrotou outro nordestino. O Vasco tocou 3 x 0 no CRB, que deu azarão ao acertar a trave em duas oportunidades. Para melhorar a 5ª rodada para uma das metades de Alagoas, o CSA fez sua parte ao ganhar por 1 x 0 do Londrina, que não fez o que seu adversário na semifinal do Paranaense fez: vencer. O Operário contou com um golaço de bicicleta do Paulo Sérgio para se vingar da derrota do ano passado e marcar 2 x 1 no Cruzeiro, cuja derrota estragou a noite histórica do argentino Ariel Cabral, que chegou às 189 partidas pela Raposa e dela passou a ser o estrangeiro com mais atuações, passando o uruguaio Arrascaeta. Outro das araucárias a ganhar foi o Coritiba, 1 x 0 no Vila Nova após quatro fracassos e seis visitas perdidas.

Nenhum dos catarinenses ganhou neste fim-de-semana, mas o Avaí tem o salvo conduto de sua peleja contra o Remo ser adiada para ninguém faz ideia ainda devido ao gramado alagadíssimo pela chuvarada de sábado em Florianópolis. O Brusque perdeu os 100% ao tomar 3 x 1 do Vitória, que não vencia em seus domínios havia seis jogos desde os 2 x 0 sobre o xará da Conquista ainda em 28 de abril pelo estadual e que vinha de um único êxito nas oito atuações posteriores (os 3 x 1 sobre o Internacional pela Copa do Brasil no Beira-Rio). Em embate de nordestinos, o mandante se deu melhor, Sampaio Corrêa aplicando 3 x 1 no Confiança com direito a virada em três minutos.



E tivemos o derby 200 de Campinas, com Régis assinando o 1 x 0 que deixou o Guarani com 68 vitórias contra 65 empates e 66 sucessos da Ponte Preta, que perdeu apenas o segundo de 11 clássicos desde que batido na semifinal do Paulistão de 2012, enquanto na Bêzona em si o Bugre não se dava bem havia nove enfrentamentos desde o 1 x 0 de 20 de junho de 2009. Mais dolorosa para a Macaca que a derrota no clássico, só mesmo perder na madrugada do domingo um ex-jogador de história no duelo maior dos campineiros. Autor do 2º gol ponte-pretano nos memoráveis 4 x 2 do Brasileirão de 2002 (fim de 15 anos de jejum), Lucas Pereira foi vitimado pela Covid-19 aos 39 anos.

Vamos à classificação, que tem quatro asteriscos para dois jogos adiados (e vem mais dois no meio de semana): em 1º, Náutico com 15; em 2º, Operário com 10; em 3º, Brusque* com 9; em 4º, Botafogo, Guarani, Goiás e Sampaio Corrêa com 8; em 8º, Coritiba*, Vasco e CRB com 7; em 11º, Vitória com 6; em 12º, Brasil, CSA, Remo* e Vila Nova com 5; em 16º, Avaí*, Confiança e Cruzeiro com 4; em 19º, Londrina com 3; e em 20º, Ponte Preta com 1.

A 6ª rodada adicionará mais dois asteriscos à classificação porque Botafogo x CSA foi adiado devido à cessão do Nilton Santos para a Copa América. Assim, nesta terça à tarde tem Confiança x Vila e Brusque x Sampaio, à noite acontecendo Ponte x Operário, Goiás x Avaí, Remo x Guarani, Coritiba x Vitória e CRB x Brasil. Quarta à tarde teremos Londrina x Náutico (recorde igualado pelo Timbu) e quinta à noite acontecerá Cruzeiro x Vasco.

Outros destaques do fim-de-semana

Campeonato Brasileiro Série C A 4ª rodada teve no Grupo A Altos 3 x 2 Manaus, Floresta 0 x 0 Botafogo da Paraíba e Paysandu 0 x 0 Volta Redonda, hoje realizado sendo Santa Cruz x Jacuipense. Já o Grupo B teve Figueirense 1 x 1 Mirassol, Ypiranga 3 x 0 Botafogo de Ribeirão Preto, Ituano 2 x 1 Paraná (destaque pro golaço do Tiago Marques com chapéu no goleiro paranista), Novorizontino 1 x 0 São José de Porto Alegre e Oeste 0 x 0 Criciúma. Classificação: em 1º, Novorizontino com 10; em 2º, Ypiranga com 9; em 3º, Criciúma com 8; em 4º, Mirassol com 7; em 5º, Botafogo com 6; em 6º, Figueirense com 5; em 7º, Ituano com 4; em 8º, Oeste e São José com 2; e em 10º, Paraná com 1.

Campeonato Brasileiro Série D Os classificados às oitavas da Copa do Brasil foram bem na 3ª rodada: o ABC venceu o clássico contra o América por 3 x 2 e o Juazeirense ficou no 1 x 1 com o Bahia de Feira fora de casa. Outros dois destaques: em Fast 3 x 2 Penarol, dois gols do Fast foram de Jackie Chan (isso que o jogo não aconteceu na hora do rush, hein) e o goleiro Bruno Colaço, do Penarol, deu um soco no árbitro Dagoberto Silva Modesto após ser expulso; e em Galvez 2 x 1 Atlético Acreano, o pênalti do gol decisivo foi marcado aos 26 minutos do 2º tempo e cobrado apenas aos 35 devido a uma lesão grave de Wilker, no qual a infração foi marcada, e aí a ambulância chegou para levá-lo ao hospital e o jogo ficou parado por não restar outra no estádio - em suma: a bola só voltou a rolar, acredite, aos 81 minutos da etapa final, que teve 11 de acréscimos para terminar aos 103 (mamãe!!!).



Campeonato Paraibano Campinense campeão num 0 x 0 com o Sousa devido à vitória por 1 x 0 na ida. Título reconquistado após cinco anos e enfim obtido após três vices consecutivos.



Copa do Brasil Sub-20 Coritiba campeão em Volta Redonda com 6 x 5 nos pênaltis sobre o Botafogo após 1 x 1 no tempo normal e 2 x 2 totais. Coisas do futebol: Gabriel Henrique, que assegurou a igualdade aos 41 minutos do segundo tempo, mandou pra fora a última cobrança alvinegra; e Jean Gabriel deu sorte que, a exemplo de um acontecimento inesquecível que rememorarei mais abaixo, a bola ricocheteou em Igo na cobrança decisiva para entrar. Fosse quem fosse o campeão, teríamos um vencedor inédito. Honra que coube ao Coxa, para quem festejar um título nacional no estado do RJ não é nada estranho, vide a conquista profissional de 1985 no Maracanã.

Campeonato Brasileiro Feminino A 14ª e penúltima rodada teve Internacional 2 x 1 Grêmio (invencibilidade colorada de quatro anos em Grenais), Palmeiras 8 x 0 Napoli, Cruzeiro 4 x 0 Bahia, São Paulo 2 x 0 Real Brasília, Corinthians 5 x 0 Minas Icesp, Botafogo 2 x 3 Santos, Flamengo 1 x 0 Avaí/Kindermann e São José do Vale do Paraíba 0 x 0 Ferroviária. Classificação: em 1º, Corinthians com 37; em 2º, Palmeiras com 34; em 3º, Santos e Internacional com 27; em 5º, São Paulo com 26; em 6º, Grêmio e Ferroviária com 24 (até aqui, todos já nas quartas); em 8º, Avaí/Kindermann com 20; em 9º, Flamengo com 18; em 10º, Real Brasília com 15; em 11º, Cruzeiro com 12; em 12º, Minas Icesp com 11; em 13º, Botafogo e São José com 10; em 15º, Napoli com 7; e em 16º, Bahia com 4 (os dois últimos já rebaixados). A última rodada acontecerá na tarde da quinta-feira, uma classificação e dois descensos a definir.

Copa América A 3ª rodada do Grupo B teve Peru 2 x 1 Colômbia e Venezuela 2 x 2 Equador. Classificação: Brasil (folguista desta rodada) com 6 em dois; em 2º, Colômbia com 4 em três; em 3º, Peru com 3 em dois; em 4º, Venezuela com 2 em três; e em 5º, Equador com 1 em dois. Nesta segunda, a 3ª rodada do Grupo A terá Uruguai x Chile (4º com 0 em um x 2º com 4 em dois) e Argentina x Paraguai (1º com 4 em dois x 3º com 3 em um), folgando a Bolívia.

Eurocopa A 2ª rodada do Grupo E terminou com Espanha 1 x 1 Polônia (a Roja perdeu um pênalti). Temos Suécia com 4, Eslováquia com 3, Espanha com 2 e Polônia com 1. O Grupo F teve Hungria 1 x 1 França e um eletrizante Alemanha 4 x 2 Portugal para ter França com 4, Alemanha e Portugal com 3 e Hungria com 1. A 3ª rodada começou com o Grupo A tendo Itália 1 x 0 País de Gales (30 jogos de invencibilidade da Squadra Azurra, marca obtida pela vez última de 1935 até 1939) e Suíça 3 x 1 Turquia. Classificados Itália com 9 e Gales com 4, mesma pontuação da 3ª Suíça, eliminada sendo a Turquia com 0. Nesta segunda, o Grupo B fechará com Bélgica (6) x Finlândia (3) e Rússia (3) x Dinamarca (0), com o Grupo C tendo Holanda (6) x Macedônia do Norte (0) e Ucrânia x Áustria (ambos 3). Na terça à tarde, Grupo D findado com República Tcheca x Inglaterra (ambos 4) e Croácia x Escócia (ambos 1).

35 anos do Brasil eliminado pela França no México



Não foi tão doída quanto a derrota para a Itália em 1982 pois o time não encantava tanto, mas foi igualmente triste para a torcida a saída da Copa do Mundo nas quartas-de-final da forma como ocorreu. Careca deixou os brasileiros na frente, Platini empatou e assim ficou para a prorrogação. Zico poderia ter desempatado nela, mas Bats defendeu um pênalti cobrado por ele, que estava baleado fisicamente e que depois acertaria sua cobrança numa disputa por pênaltis que entrou para a história. Sócrates chutou de maneira displicente e patética para Bats defender e Bellone teve mais sorte que juízo ao encher o poste e dar sorte do ricochete no Carlos colocá-la lá dentro, mas Platini ofereceu esperança quando jogou por cima tal qual Baggio faria oito anos depois. No entanto, Júlio César quase botou o poste abaixo com sua pancada e Hernández deslocou Carlos. A França terminaria aquele Mundial em 3º lugar.

Curtinhas Esportivas

Oitavas da Copa do Brasil Serão sorteadas nesta terça-feira. Palpites de quais duelos acontecerão?

Gostaria de ter Paulinho no seu time? O volante se despediu do Guangzhou Evergrande. Onde ele jogará?

Memphis Depay é do Barcelona Contratado por cinco temporadas o atacante, que havia deixado o Lyon.

O primeiro título WTA de uma árabe O torneio de Birmingham entrou para a história pois a tunisiana Ons Jabeur tornou-se a primeira árabe a conquistar uma competição de elite do tênis, 2 x 0 na russa Daria Kasatkina.



Anderson Silva voltou ao boxe com vitória Depois de 16 anos, o "Aranha" reestreou na modalidade ao superar o mexicano Julio Cesar Chavez Jr. por pontos, tendo agora duas vitórias e um empate na nobre arte. O brasileiro não lutava desde sua despedida do UFC em outubro do ano passado, quando batido por Uriah Hall.

Brasil medalha de bronze no basquete feminino Garantidas no Pré-Mundial que qualificará para o campeonato do ano que vem na Austrália, as brasileiras terminaram a Copa América em 3º lugar com 87 x 82 sobre o Canadá. Na decisão, as algozes brasileiras superaram as anfitriãs. Deu EUA por 74 x 59 sobre Porto Rico.

Finais da NBA A decisão do Oeste começou neste domingo com Phoenix Suns 120 x 114 Los Angeles Clippers. Já a do Leste iniciará na quarta-feira e terá Atlanta Hawks x Milwaukee Bucks. Uma observação interessantíssima do Rodrigo Rötzsch no Twitter: ou teremos um campeão inédito se este for o vencedor do Oeste ou teremos o fim de um longo jejum se o campeão vier do Leste, já que os Bucks não conquistam a NBA há 50 anos e os Hawks há 63, ainda estando em Saint Louis. Nas nossas existências, fato é: algo inédito a minha geração assistirá, seja o que for.

Álex Palou retomou a dianteira na Fórmula Indy Ao ganhar o Grande Prêmio de Road America com ultrapassagem sobre Josef Newgarden após a relargada na penúltima volta, tendo Colton Herta e Will Power para completar o pódio, ele foi aos 349 pontos na temporada contra 321 de Pato O'Ward, que terminou a prova em 9º. Scott Dixon foi o 4º e chegou aos 296 pontos. Dos brasileiros, tivemos Helio Castroneves em 22º, Tony Kanaan em 26º e Pietro Fittipaldi em 31º. A próxima etapa será apenas em 4 de julho, o Grande Prêmio de Mid-Ohio.



Max Verstappen continua na frente de Lewis Hamilton Depois de um GP do Azerbaijão no qual ambos ficaram de fora do pódio, a Fórmula 1 voltou a ter um pega quentíssimo entre os postulantes ao caneco deste ano. A duas voltas da bandeirada quadriculada, o holandês ultrapassou o heptacampeão para arrancar sua 3ª vitória na temporada e ter 131 x 119 de vantagem na classificação. Nos construtores, a Red Bull está muito bem na foto principalmente por ter dois pilotos na competição, Sergio Perez fechou o pódio em Paul Ricard. São 215 pontos contra 178 da Mercedes, que até teve Valtteri Bottas na 4ª posição, mas que é muito menos competente do que o mexicano da equipe rival. Vem aí duas corridas seguidas na Áustria nos dois próximos domingos, o GP da Estíria e depois o do país em si.

Público nos Jogos Olímpicos de Tóquio As autoridades nacionais e esportivas definiram que os eventos terão até 10 mil pessoas ou, caso a capacidade total seja menor que isso, 50% da referida. Mas não se tenha isso como 100% assegurado pois, se a pandemia piorar, a decisão será revista. Cautela por enquanto, pessoal.

Sintonia PB

Começa o tópico desta "24 Horas" que está antenado no que ocorre fora dos esportes. Às novidades:



Luto no rádio: morreu André Russo Uma perda imensa, irreparável, mais um talento perdido devido a complicações do coronavírus. Com apenas 50 anos, o jornalista e professor da PUC de São Paulo havia retornado ao dial no fim de fevereiro deste ano através da Rádio Capital ao apresentar a hora inicial do matinal "Expresso Capital", das 6h às 7h, em dupla com Wagner Belmonte, que também foi infectado e que felizmente haverá de se recuperar. O último programa do André foi ao ar no dia 7 deste mês, no dia seguinte havendo sua internação. Seu trabalho mais destacado foi na Rádio Bandeirantes de 1996 até 2015, sendo repórter e apresentador de programas como "Bandeirantes a Caminho do Sol" e "Na Estrada", participante do quadro humorístico "Rádio Clone" em 2002 como o Dr. Resumo Resenha e responsável pelo exitoso projeto Escola Voluntária de 2001 até 2014. Sem acreditar até agora.

Izabella Camargo entrou de licença-maternidade Sexta-feira foi o último dia da voz-padrão da Rádio Bandeirantes na apresentação do "Jornal Primeira Hora", ao término dele recebendo uma homenagem do Nelson Gomes em nome da equipe, com a transmissão no YouTube mostrando uma foto dela, do marido Thiago e da bebê Angelina, que nascerá muito em breve, ao som de "You Are My Sunshine", com Johnny Cash. Claro, Bella continuará sendo escutada durante este período através das vinhetas de programas e de chamadas institucionais rodadas nos intervalos da programação. A partir desta segunda, Nelson fará dupla com Sônia Blota, do vespertino "Bandeirantes Acontece" e do semanal "Brasil com Z", pela vez primeira não como repórter ou apresentadora, mas sim locutora noticiarista.



Nova apresentadora no "Bom Dia Mato Grosso" Segunda-feira da estreia de Nahyara Moura, ex-"Jornal do Meio-Dia" na TV Vila Real (Record), como nova figura central do noticiário matinal da TV Centro América, formando dupla com Tiago Terciotty, no qual substituirá Odilon Araújo, ex-RPC e CNT, saído após somente um mês e meio. A afiliada da Globo transmite o "Bom Dia" não às 5h locais e sim às 6h, com o "Hora 1" indo ao ar gravado a partir das 4h locais e a faixa das 3h sendo preenchida por reprises do "Terra da Gente", semanal da EPTV.

Plantão do "Jornal Hoje" no horário dos semanais regionais Aconteceu no sábado por volta das 14h30, quando César Tralli surgiu para informar a dolorosíssima marca de 500 mil vidas perdidas por causa do coronavírus, conforme levantamento do consórcio de veículos de imprensa. Como das 14h às 15h15 a rede é separada para que filiais e afiliadas transmitam semanais regionais, a vinheta do noticiário vespertino rodou por 20 segundos para dar tempo de todas elas cortarem o que exibiam e voltarem à rede, como foi registrado em gravações tanto de "Toma Lá Dá Cá" no SAT quanto de programas como "Vai Nessa" na TV Tribuna, "Revista de Sábado" na TV TEM, "Em Movimento" na TV Gazeta do Espírito Santo, "Posso Entrar" na RBS TV, "DFTV Especial" na Globo Brasília, "Partiu" na Verdes Mares e "Zappeando" na Rede Amazônica, além do intervalo do "Piauí de Riquezas" na TV Clube.



"Super Dança dos Famosos" com menos de duas horas O primeiro domingo sem "Domingão do Faustão" na grade fixa da Globo desde 19 de março de 1989 (e, como bem lembrou Carlos Fonseca no Twitter, primeiro sem o programa desde o 17 de abril de 2016 da transmissão da votação do impeachment de Dilma Rousseff) teve Tiago Leifert no ar não a partir das 18h e sim por volta das 18h30, já que parte do horário passou a ser preenchido por um pós-jogo do Campeonato Brasileiro. Procuraram ao máximo evitar remetências ao clássico que salvou o Plim-Plim neste dia da semana, até mesmo tiradas sendo as bailarinas e, especialmente, as vídeo-cassetadas. Mas foi em vão pois tanto Tiago quanto jurados e participantes do quadro agora convertido em programa fizeram referências e reverências a Fausto Silva, porque uma história de 32 anos não pode ser "apagada" de uma hora para a outra.

Começa a enésima mexida na programação do SBT A partir desta segunda, "SBT Brasil" reprisado das 4h15 às 6h (esse a partir de segunda para terça por de domingo para segunda ir ao ar o "Notícias Impressionantes" às 4h), "Primeiro Impacto" das 6h às 11h e "Vem pra Cá" das 14h20 às 15h20. Quantos dias será assim?

"Chaves" não completou 50 anos neste domingo Várias páginas da internet destacaram isso, mas não é verdade. A série de Roberto Gomez Bolaños ainda não tornou-se cinquentenária, surgida que foi apenas em 1973. Nem mesmo a primeira aparição dele foi em 1970 e sim em 1972, dentro do programa "Chespirito". Tal mentira disseminada por diversos locais das redes tem sido há alguns anos confrontada pelo obrigatório Fórum Chaves.



Fim emocionante de temporada da franquia "Chicago" A partir das 21h30, o Universal TV mostrará os episódios derradeiros do 6º ano de "Med - Atendimento de Emergência", do 9º de "Fire - Heróis Contra o Fogo" e do 8º de "P.D. - Distrito 21". Conforme a chamada rodada nos intervalos, três dos principais personagens estarão a perigo: o dr. Ethan Choi, Kelly Severide e Kim Burgess. Mas duas despedidas são certas e não é de nenhum deles, ambas em "Med": a da dra. Natalie Manning e a da enfermeira April Sexton, já que as atrizes Torrey DeVitto e Yaya DaCosta deixaram a série, na qual estavam desde o princípio - sendo que Yaya estreou como April ainda em "Fire".

Adote também aqui os nomes na nossa língua, Universal TV! Em países em língua espanhola, o canal chama as séries por nomes na referida e não no original em inglês. Um exemplo que percebi por uma chamada publicada no Twitter: "Lei & Ordem: Unidade de Vítimas Especiais", no Brasil chamada pelo original "Law & Order: SVU", é chamada no restante da América Latina de "La Ley y El Orden: UVE". Custava o mesmo acontecer aqui? Claro que não. Mas infelizmente, muitos telespectadores parece que detestam nomes em português.

Boa sorte ao Museu da TV, Rádio & Cinema Sei pelo Flávio Ricco no "Canal 1" que esta nova entidade sucederá a Pró-TV (Associação dos Pioneiros, Profissionais e Incentivadores da Televisão no Brasil), que era presidida pela saudosa Vida Alves. O novo projeto será dirigido pelo grande Elmo Francfort, terá mais novidades anunciadas nos próximos dias e defenderá uma bandeira maior e por volta de 100 mil peças. Dá-lhe, gurizada!!!

E fique antenado! "Sintonia PB" continua de olho no que ocorre fora dos esportes e retorna na próxima coluna.

Datas em 0 ou 5

É um hábito desta "24 Horas" de bastante tempo e que será mantido aqui ao observar datas importantes que completam 5, 10, 25, 40, 65, 100 anos, enfim, sempre em 0 ou 5 pois é como consigo me organizar melhor. As desta segunda, 21 de junho, são estas:

*100 anos ao dobrado: do nascimento de Jane Russell, atriz falecida em 2011 e que fez filmes como "Os Homens Preferem as Loiras", "Eles Casam com as Morenas" e "O Valente Treme-Treme"; e do nascimento de Judy Holliday, atriz falecida em 1965 e vencedora do Oscar por "Nascida Ontem".

*60 anos do músico Manu Chao.

*55 anos da estreia de "Quem Tem Medo de Virginia Woolf?", filme dirigido por Mike Nichols e estrelado por Richard Burton e por Elizabeth Taylor, ganhadora do Oscar de atriz, um dos cinco que a obra venceu dentre 13 indicações (as outras estatuetas para Sandy Dennis como atriz coadjuvante, direção de arte, figurino e fotografia, estas três em preto e branco).

Bela do Dia: Sofia Starling

Sofia Starling, atriz de novelas da Globo como "Malhação - Seu Lugar no Mundo" e "Verão 90", uma das mais gatíssimas da atualidade, não apenas lindona de rosto e com olhos que arrebatam, mas com um corpão maravilhoso (fotos excepcionais no Instagram atestam).

*50 anos de Mondragon, ex-goleiro campeão por Independiente (uma Supercopa Sul-Americana e uma Recopa Sul-Americana), Galatasaray (dois Turcos e uma Copa da Turquia) e Deportivo Cali (um Colombiano), segundo jogador mais velho a disputar uma Copa do Mundo, tendo 43 anos e três dias nos 4 x 1 de sua Colômbia sobre o Japão em 2014 (marca superada pelo também goleiro Essam El-Hadary com 45 anos e 161 dias nos 2 x 1 sofridos pelo seu Egito diante da Arábia Saudita).

*45 anos de Marcos, ex-goleiro campeão pelo Paraná (campeão do Módulo Amarelo da João Havelange em 2000) e seu jogador mais atuante na história, com 365 partidas.

*25 anos do Cruzeiro campeão mineiro com 1 x 0 sobre o América para ir aos 23 pontos na última rodada do hexagonal final, acima dos 22 do Atlético num 0 x 0 com o Uberlândia.

*20 anos da morte de Carroll O'Connor, ator nascido em 1924 e que fez Archie Bunker tanto na série "Tudo em Família" de 1968 até 1979 quanto na derivada "Archie Bunker's Place" de 1979 até 1983.

*15 anos ao dobrado: da saída de Paulo Borges da RBS TV, na qual fazia a previsão do tempo nos noticiários, especialmente no "Bom Dia Rio Grande"; e da estreia do "America's Got Talent", programa de calouros criado por Simon Cowell e até hoje transmitido pela NBC nos EUA.

*5 anos do fim de "Pessoa de Interesse", série estrelada por James Caviezel e Michael Emerson em 103 episódios e cinco temporadas.

Clipe do Dia: John Lee Hooker

Nascido em 1912 ou 1917 (há divergências entre algumas fontes), um dos maiores cantores e guitarristas de blues de todos os tempos nos deixou há 20 anos completados nesta segunda-feira. Também ele brilhou intensamente no clássico "Os Irmãos Cara-de-Pau", dirigido por John Landis em 1980, ao cantar seu grande sucesso "Boom Boom".



Antes do arremate: o inverno começou e o inferno ainda não terminou

Esta segunda marca o começo do inverno. O segundo inverno que vivemos na pandemia do coronavírus, pandemia que já poderia ter sido bem abreviada igual vemos em países como Estados Unidos e vários da Europa. Teríamos mortes, seria inevitável. Só não precisava, de forma alguma, ser 500 mil - e dói dizer, mas vai aumentar muito.

É que seguimos neste inferno sem fim, com média altíssima de mortes diárias, com vacinas trazidas em quantidade muito baixa perto da enorme necessidade que temos, com negacionismo, desdém e conduta vilanesca máximos de muitos e tantos, com governantes que ficam fechados num mundo paralelo não correspondente à realidade (sobretudo o presidente Jair Bolsonaro, maior dos negacionistas e que não pode reclamar quando lhe chamam de genocida pois, uma vez que você vê o significado desta palavra no dicionário, o enquadramento é perfeito com o que temos visto que ele tem feito), com gente que desvaloriza a vacina e dá crédito para tratamentos sem eficácia...

Enquanto isso, temos muitas famílias perdendo entes queridos, amigos e colegas aos montes. Até quando tudo isso? Será que entraremos num terceiro inverno em pandemia? A desilusão tem tomado conta de mim nestes tempos pandêmicos porque não consigo vislumbrar melhoria a curto ou médio prazo, vejo pessoas que acham que "não é tudo isso", que se prendem em mentiras, endossadas por quem deveria dar exemplo positivo e dá o mais negativo e inadequado no pior momento vivido pelo mundo em um século... Geralmente procuro ser o mais otimista possível em tudo, mas desde o estouro de tudo no ano passado tá muito difícil. Tá duro demais aguentar isso.

O frio do inverno você pode neutralizar de algumas formas, como lareira ou aquecedor elétrico. O inferno de pandemia que teima em prosseguir você pode neutralizar com vacinas, vacinas e mais vacinas em altíssima quantidade, além da prevenção primordial: uso de máscara e distanciamento. É fazer isso, não há como assim não ser.

Arremate

Coronavírus já vitimou no Brasil mais de 501 mil dos mais de 17 milhões e 900 mil infectados. Pesadelo sem fim!!!

"24 Horas" volta rezando que um dia este mal cesse ou diminua drasticamente.

Torneios de futebol, todas as modalidades e variedades não-esportivas.

Destaques da imprensa esportiva. O que acontece em TV, rádio, jornal e web.

Podcasts com pitacos sobre os esportes e outros registros interessantes.

Convidados escrevem sobre temas de agora no futebol e em todos os esportes.

Para entender o presente, é preciso conhecer o passado. Aqui se faz isso.

Teste de conhecimentos com direito a charadas e perguntas "pega-ratão".

Verde para o bom, vermelho para o ruim e amarelo para chamar a atenção.

Gente do esporte dá dicas de livros, filmes, música, culinária e mais.