Desde 02/06/2003 Criação, produção e edição: Edu Cesar


papodebola@gmail.com


papodebola


sitepapodebola


edupapodebola


(51) 99843-7700

SOBRE ESTA SEÇÃO
O editor Edu Cesar comenta os resultados dos campeonatos de futebol e o dia-a-dia dos clubes. Destaque para o que de principal ocorre em todas as modalidades e ainda os tópicos não-esportivos "Sintonia PB", "Clipe do Dia" e "Bela do Dia".
 
LEIA AQUI as colunas anteriores VEJA AQUI as "Belas do Dia" anteriores
 
Sábado, 13 de fevereiro de 2021
Embates quentíssimos antes do confronto direto



Que o confronto direto entre Internacional e Flamengo no dia 21, no Rio de Janeiro, terá valor super-hiper-ultra-puxa-mega maior que todo e qualquer outro entre eles desde a final da Copa União de 1987, até feto prestes a ser concebido sabe. Mas como eles chegarão ali? Continuarão coladinhos como estão? O Colorado voltará a abrir distância de quatro pontos? O Mengão livrará dois pontos de frente? Um deles chegará à partida com condição de ali confirmar a conquista do Brasileirão? Mas e se os dois perderem ou os gaúchos perderem e os cariocas no máximo empatarem? O Atlético Mineiro outra vez desperdiçará uma talvez tentativa derradeira de aproximação? Hoje tem ele, aliás. E a matemática é suficiente para botar alguma fé no São Paulo ou a série negativa se impôs em definitivo?

Com Abel Braga tornando-se o treinador mais atuante do clube por suas 338 presenças lhe deixarem uma acima do histórico Teté da década de 1950, mas sem Patrick devido à suspensão pelo terceiro cartão amarelo, o Internacional tentará reabilitação em São Januário após perder diante do Sport a invencibilidade de 12 partidas, das quais nove vencidas consecutivamente. Mas o adversário também está obrigadíssimo a vencer. O Vasco perdeu duas seguidas, não se dá bem há quatro jogos e faturou somente um dos sete últimos, quatro deles perdidos. Depois de tomar 2 x 1 em 24 de outubro de 2012, os vascaínos emplacaram quatro mandos sem derrota para os colorados.

Ao mesmíssimo tempo, o embate no Maracanã entre as duas maiores torcidas terá esquadras que não empatavam tinha um tempão. O Flamengo vem da primeira igualdade após oito rodadas e perdeu somente uma das sete últimas, cinco delas triunfantes. Já o Corinthians vem do primeiro empate depois de nove rodadas, seis delas vitoriosas - no entanto, nas seis últimas apresentações só duas resultaram em vitória. No confronto geral, o Mengão não é superado há seis partidas (vencendo cinco) desde os 2 x 1 alvinegros de 26 de setembro de 2018. Especificamente no Maracanã, são sete encontros (quatro ganhos) sem se dar mal desde que levou 3 x 0 em 12 de julho de 2015. O Coringão aposta numa escrita contra Rogério Ceni: quatro vitórias e quatro empates contra times treinados por ele.

Quando Inter e Fla atuarem, já saberão o que terá ocorrido nesta noite com o Atlético Mineiro, que receberá o Bahia no Mineirão, onde não o encara desde o 1 x 0 que fez em 24 de agosto de 2003 pois depois só o encontrou na Arena do Jacaré e majoritariamente no Independência quando mandante. O Galo só perdeu um dos últimos quatro jogos, mas é irregularidade pura nas 10 últimas presenças: quatro vitórias, três empates e três derrotas. Já o Esquadrão de Aço, depois daquelas sete derrotas seguidas, venceu duas das rodadas posteriores com três delas empatadas, mas não se dá bem há três jogos e faturou um único dos cinco últimos. Vascaínos atentíssimos a isso.

Dos quatro que ainda podem ser campeões, o último a ir a campo nesta 36ª rodada será o São Paulo, que confirmou Hernán Crespo como novo treinador por dois anos a partir da próxima temporada, mantido o interino Marcos Vizolli na casamata neste fecho de Série A. O ex-jogador, que faturou no mês passado a Sul-Americana pelo Defensa y Justicia, será o sétimo técnico argentino são-paulino (o último foi Edgardo Bauza em 2016). Os tricolores visitantes não ganham há sete rodadas, quatro delas perdidas. Já os tricolores mandantes vêm do primeiro sucesso depois de sete pelejas, cinco delas empatadas, e depois dos 2 x 1 que sofreram na Arena em 13 de setembro de 2015, nunca mais foram derrotados neste embate: 11 embates, dos quais cinco exitosos. A escrita será mantida?

Amanhã quem estará novamente em campo é o Palmeiras em sua maratona insanamente incansável - mal retornou do papelão no Mundial no Catar e encarará o Fortaleza, que completará 200 partidas na primeira divisão nacional e vem de duas vitórias seguidas e seis rodadas sem empate, faturando metade delas. O Verdão não vence há quatro rodadas e faturou somente uma das seis últimas, empatando metade. No geral de todos os torneios, são apenas duas vitórias nas últimas 10 apresentações (quatro perdidas): os 4 x 0 sobre o Corinthians, desnecessárias as explicações de por qual motivo especialíssimos, e o 1 x 0 "místico" diante do Santos que garantiu o bi da Libertadores. Os cearenses derrotaram os paulistas no turno, ali cessando uma escrita de cinco jogos e 15 anos sem batê-los.

O vice da Libertadores também será mandante, mas não amanhã e sim hoje. O Santos empatou as duas últimas rodadas e não ganha há cinco, perdendo três delas. Seu oponente é o Coritiba, que vem da primeira derrota depois de cinco apresentações, mas que se deu bem somente em uma das 15 últimas, oito delas derrotadas. A noite poderá ser desastrosa para o Coxa pois uma derrota oficializará por A + B = C e todo o restante do alfabeto sua queda para a Bêzona - mas a coisa tá tão horrível que nem se empatar melhorará muito, a combinação necessária para salvá-la é mais improvável do que eu ter uma noite de amor com a loira dos meus sonhos igual à da Sharon Stone com o Michael Douglas em "Instinto Selvagem". Adicione a isso o fato de, depois de tomar 3 x 2 em 17 de agosto de 2011, o Peixe não mais perder pros verdes, empatando as duas seguintes e vencendo as quatro posteriores.

Deixei quase pro fim do tópico a abertura desta antepenúltima rodada, com Goiás x Botafogo. O Esmeraldino vem do primeiro empate depois de nove rodadas, quatro delas vencidas - e nas últimas quatro, ganhou duas. Já o rebaixado Fogão vem de duas derrotas, não triunfa há nove jornadas (oito perdidas) e ganhou apenas, tão somente, única e exclusivamente uma das 20 últimas, perdendo as outras 16. (porra, Coritiba!!!!) Depois de sofrer 3 x 1 em 4 de outubro de 2009, os goianos venceram as quatro contendas seguintes contra os cariocas como mandantes.

O último destaque do fim-de-semana que apresento é Athletico Paranaense x Atlético Goianiense. O Furacão vem de dois empates, não é derrotado há quatro partidas e só perdeu uma das 10 últimas, ganhando metade. Já o Dragão perdeu somente duas das oito últimas, três delas exitosas, e neste meio de semana optou por usar titulares nas quartas do atrasadíssimo Campeonato Goiano, tocando 5 x 1 no Anápolis para ser o único dos três grandes na semifinal, visto que o Goiás caiu diante da Aparecidense e que o Vila Nova foi excluído pelo Jaraguá.

Antes das oito pugnas renhidas acima destacadas e também das duas que melhor destacarei na segunda-feira (Ceará x Fluminense e Sport x Bragantino), a classificação aponta isso: em 1º, Internacional com 66; em 2º, Flamengo com 65; em 3º, Atlético Mineiro com 61; em 4º, São Paulo* com 59; em 5º, Fluminense com 57; em 6º, Grêmio com 56; em 7º, Palmeiras** com 53; em 8º, Corinthians* com 49; em 9º, Red Bull Bragantino com 48; em 10º, Athletico Paranaense e Santos* com 47; em 12º, Ceará e Atlético Goianiense com 46; em 14º, Sport e Fortaleza com 41; em 16º, Bahia e Vasco com 37; em 18º, Goiás com 33; em 19º, Coritiba* com 28; e em 20º, Botafogo com 24.

Curtinhas Esportivas

Jogador novo no Flamengo para 2021 É Bruno Viana, zagueiro emprestado até o fim do ano pelo Braga.

Alan Ruschel é do Cruzeiro Após deixar a Chapecoense, ele assinou com a Raposa por duas temporadas.

O Cruzeiro do vôlei continua maravilhoso Se o do futebol foi tristeza pura na Série B recém acabada, seus voleibolistas estão que estão com mais um título: o tetra da Copa Masculina do Brasil. De 2018 para cá, só dá os mineiros, que também obtiveram o torneio em 2014 e 2016. A conquista foi sobre o Taubaté, campeão em 2015 e 2017. O Cruzeiro fez 25/23 e 31/29, aí o Taubaté marcou 25/18 e 29/27 e, por fim, Raposa 15/13.

Boris Casoy completa 80 anos



Jornalista que ajudou a mudar os rumos dos noticiários televisivos a partir do fim dos anos 80, ele chega exatamente a essa idade neste sábado, atualmente tocando um jornal próprio diariamente no YouTube, com retransmissão pela TV Gazeta de São Paulo. De 1974 até 1988, destacou-se na Folha de S.Paulo. Aí veio o "TJ Brasil" do SBT, com uma nova proposta: um jornalista na função de âncora, apresentando as notícias e também emitindo pequenos comentários sobre elas, na contramão da maioria, que adotava locutores nos moldes de informes de estilo radiofônico, como o pioneiro "Repórter Esso". Frases como "passar o Brasil a limpo" e "isso é uma vergonha", além do "boa noiti!", tornaram-se clássicas. Boris saiu do SBT em 1997 e foi pro "Jornal da Record", onde ficou até o fim de 2005. Na Record, também apresentou aos domingos - e depois aos sábados - as entrevistas do "Passando a Limpo".

Após rápida passagem pela TV JB (que terceirizava quase toda a grade da CNT) com o "Telejornal do Brasil" em 2007, ingressou no ano seguinte na Bandeirantes, onde apresentou até 2016 o "Jornal da Noite" e onde viveria aquele que seria o episódio mais lamentável da sua carreira: o desdenhamento dos votos de feliz Natal dados por garis em vídeo exibido no "Jornal da Band", o qual apresentava e cuja fala ("do alto das suas vassouras") vazou no ar, rendendo depois um pedido de desculpas que acabou insuficiente para atenuar a gravidade do que disse. Além da TV Bandeirantes, também foi âncora por algum tempo dos finais de tarde da BandNews FM, mas sem marcar tanto. Ainda em 2016, Boris foi contratado pela RedeTV! e voltou ao horário nobre ao ancorar o "RedeTV! News", onde permaneceu até ser demitido em setembro do ano passado, meses após o forçado afastamento devido à pandemia.

Sintonia PB

Começa o tópico desta "24 Horas" que está antenado no que ocorre fora dos esportes. Às novidades:

TV Gazeta recontratou Leão Lobo A emissora paulista volta a ter o jornalista depois de cinco anos, empregado ele voltando a estar após quatro meses desde a dispensa do SBT. Atuante nos programas "Revista da Manhã" e "Fofoca Aí" a partir desta segunda-feira, ele já esteve na estação da Cásper Líbero em duas oportunidades. O problema é que, para alguém chegar, outro alguém saiu. Foi Gabriel Perline, demitido após oito anos.

Não tem séries clássicas de volta no SBT, não O acionista mudou tudo de novo, rs. Sei pelo Gabriel de Oliveira no TV Pop que, menos de um dia após determinar os retornos de "Eu, a Patroa e as Crianças", "As Visões da Raven" e "Um Maluco no Pedaço" à grade, Silvio Santos mandou abortar tudo sem dar justificativas - a série da família Kyle tinha até sido confirmada pela assessoria de imprensa para voltar ao ar no "Bom Dia & Cia." de depois de amanhã. Assim, a atração infantil continuará sendo encerrada pela série adolescente "Sam & Cat" às 14h.

E fique antenado! "Sintonia PB" continua de olho no que ocorre fora dos esportes e retorna na próxima coluna.

90 anos de Isaac Bardavid e 60 anos de Mauro Ramos



Dois craques da dublagem do RJ estão de aniversário neste sábado e merecem esta citação especialíssima. O segundo atualmente reside em SP e tem sido, portanto, mais escutado em trabalhos de lá.

Isaac - que ontem foi vacinado contra o coronavírus - é a voz do Wolverine no Brasil, não apenas no desenho "X-Men", mas também nos filmes com Hugh Jackman interpretando o personagem (eles se conheceram em 2017, no SBT, durante o programa "The Noite"). Mais do que inúmeros atores, ele especializou-se como voz de figuras marcantes, outras delas sendo o Freddy Krugger interpretado por Robert Englund na saga "A Hora do Pesadelo", o carrão K.I.T.T. na série "A Super Máquina" e o Esqueleto do desenho "He-Man". Foi também visto em novelas de diversas emissoras, entre elas duas marcantes da Globo em 1976 e 1977: "Escrava Isaura" e "O Astro".

Já Mauro é a voz brasileira de Forest Whitaker e também marcou diversos personagens de séries, como o Mike Biggs de "Mike & Molly: um Casal de Peso", a 1ª voz do Raymond em "Lista Negra", o Doug de "O Rei do Pedaço" (aliás: ele tinha que dublar tudo do Kevin James para sempre), o Mike Heck de "Uma Família Perdida no Meio do Nada" e o detetive Frank Tripp de "CSI: Miami". Dois trabalhos clássicos tiveram a participação dele em releituras: o Doc Brown na redublagem RJ de "De Volta Para o Futuro" e o Professor Girafales e tudo de Rubén Aguirre em inéditos e algumas redublagens de "Chaves" e "Chapolin". Ah! Não nos esqueçamos do Shrek e do Pumba!

Bela do Dia: Bianca Rosa

Bianca Rosa, repórter da EPTV (Globo Campinas). Não só as rosas, mas também as violetas e as margaridas, enfim, todas as flores ela merece.

Datas em 0 ou 5

É um hábito desta "24 Horas" de bastante tempo e que será mantido aqui ao observar datas importantes que completam 5, 10, 25, 40, 65, 100 anos, enfim, sempre em 0 ou 5 pois é como consigo me organizar melhor. As deste sábado, 13 de fevereiro, são estas:

*40 anos de Luisão, ex-futebolista campeão pela Seleção Brasileira (Copas América em 2004 e das Confederações em 2005 e 2009), muito campeão pelo Cruzeiro (Copa do Brasil em 2000 e 2003, Sul/Minas em 2001 e 2002, Super Mineiro em 2002 e Mineiro e Brasileiro em 2003) e mais campeoníssimo ainda pelo Benfica (sete Portugueses em 2005, 2010, 2014, 2015, 2016, 2017 e 2019, três Taças de Portugal em 2004, 2014 e 2017, sete Taças da Liga de Portugal em 2009, 2010, 2011, 2012, 2014, 2015 e 2016, e quatro Supertaças de Portugal em 2005, 2014, 2016 e 2017).

*30 anos da Mocidade Independente campeã do carnaval do Rio de Janeiro com o enredo "Chuê, Chuá, as Águas Vão Rolar".

*25 anos da morte de Martin Balsam, nascido em 1919 e vencedor do Oscar de coadjuvante por "Mil Palhaços", atuante também em filmes como "Psicose", "Bonequinha de Luxo" e "Círculo do Medo".

*15 anos da morte de Andreas Katsulas, ator nascido em 1946 e que fez o G'Kar na série "Babylon 5".

Clipe do Dia: Peter Hook

Membro fundador e baixista do New Order, banda surgida após o término do Joy Division, ele completa 65 anos neste sábado. No grupo que tocou sucessos como "Blue Monday" e "True Faith", ele esteve de 1980 até 1993 e de 1998 até 2007. Há alguns anos, ele e o vocalista Bernard Sumner quebraram os pratos com tudo a ponto de hoje você correr altíssimo risco se quiser ambos juntos no mesmo espaço. Fique com "Bizarre Love Triangle", de 1986.



Clipe do Dia: Sonia Evans

Fazendo 50 anos hoje, ela emplacou em 1989 "Listen To Your Heart", trilha da novela global "Rainha da Sucata".



Clipe do Dia: Feist

A cantora, que adota artisticamente o sobrenome ao invés do nome Leslie, faz 45 anos hoje. Eis "1234", de 2007.



Clipe do Dia: Phil Collins

O sábado marca os 40 anos do lançamento do primeiro disco solo do vocalista e baterista do Genesis, que a partir disso consolidaria mais ainda o excepcional sucesso que já tinha com a banda, sobretudo depois que virou homem de frente dela após a saída do Peter Gabriel. "Face Value" trouxe belos temas como "I Missed Again" e "If Leaving Me Is Easy", mas o maior momento está aí: "In The Air Tonight", a raiva que Phil sentia ao se separar da esposa.



Arremate

Coronavírus já vitimou no Brasil mais de 237 mil dos quase 9 milhões e 800 mil infectados. Força e solidariedade.

"24 Horas" volta rezando que um dia este mal cesse ou diminua drasticamente.

Torneios de futebol, todas as modalidades e variedades não-esportivas.

Destaques da imprensa esportiva. O que acontece em TV, rádio, jornal e web.

Podcasts com pitacos sobre os esportes e outros registros interessantes.

Convidados escrevem sobre temas de agora no futebol e em todos os esportes.

Para entender o presente, é preciso conhecer o passado. Aqui se faz isso.

Teste de conhecimentos com direito a charadas e perguntas "pega-ratão".

Verde para o bom, vermelho para o ruim e amarelo para chamar a atenção.

Gente do esporte dá dicas de livros, filmes, música, culinária e mais.