Desde 02/06/2003 Criação, produção e edição: Edu Cesar


papodebola@gmail.com


papodebola


sitepapodebola


edupapodebola


(51) 99843-7700

SOBRE ESTA SEÇÃO
O editor Edu Cesar comenta os resultados dos campeonatos de futebol e o dia-a-dia dos clubes. Destaque para o que de principal ocorre em todas as modalidades e ainda os tópicos não-esportivos "Sintonia PB", "Clipe do Dia" e "Bela do Dia".
 
LEIA AQUI as colunas anteriores VEJA AQUI as "Belas do Dia" anteriores
 
Domingo, 3 de janeiro de 2021
Empate clássico antes de encarar os paulistas



Assim Boca Juniors e River Plate fizeram no superclássico válido pela Copa Diego Armando Maradona (substituta do Campeonato Argentino em 2020), um 2 x 2 quentíssimo que antecedeu a ida das semifinais da Libertadores em casa, a dos Millonarios na terça diante do Palmeiras e a dos Xeneizes na quarta contra o Santos - e enfrentamentos que terão os argentinos vindos de tão "nitrogliceríneca" contenda contra oponentes não atuantes neste fim-de-semana por só termos Série A de novo no próximo meio de semana (o Verdão com uma semana de folga e o Peixe com uma semana e meia). Ábila abriu o placar para o Boca no início da partida, mas o River - que tinha um jogador a mais - virou em apenas três minutos na etapa final com Girotti e Borré. Porém, os visitantes também tiveram um expulso em seguida e os mandantes igualaram tudo com Villa. Um "intensivão intensérrimo" para as jornadas continentais.

G4 apimentado na Série B com a vitória do CSA



Modorrento nos três primeiros quartos, o jogo em Maceió teve seis minutos alucinantes quando o Sampaio Corrêa saiu na frente num golaço do Marcinho do meio da rua e o CSA empatou com Yago e virou num chutaço bonitão de primeira do Rone, tudo um lance atrás do outro. Ao brecar os maranhenses nos 45 pontos, o resultado levou os alagoanos aos 51 e mudou a zona de acesso por igualada a pontuação do Cuiabá, mas maior o número de vitórias (15 e 14). Na próxima rodada, o Dourado em duelo direto na terça contra o Juventude, 3º com 52, e o Azulão do Mutange visitando na próxima sexta o Figueirense, que tomou 2 x 1 do quase rebaixado Oeste. Quem também perdeu foi o Guarani, fim de 12 jogos e quatro meses de invencibilidade no Brinco de Ouro ao dar América Mineiro 1 x 0 no pós-eliminação da Copa do Brasil. O Bugre perdeu terreno, ficou nos 47 pontos. Peleadíssimo será o dérbi com a Ponte Preta na terça.

Má nova na Rádio Bandeirantes: o "Arquivo Musical" saiu do ar



Quem ligou nela às 5 da manhã deste domingo certamente estranhou não escutar o programa não-jornalístico mais antigo da emissora, existente desde 1963 em criação do diretor artístico Clodoaldo José Machado (pai do Cléber Machado). Mas ainda na sexta-feira à tarde, uma má notícia fora dada pelo apresentador Ronald Gimenez no tradicional grupo que o programa tem há anos no Facebook: o "Arquivo" não iria ao ar hoje devido a uma transição que fará ele ficar fora do ar por enquanto, torcendo ele que o programa retorne em breve. Péssima maneira de abrir o ano.

O amigo Rodney Brocanelli publicou no Radioamantes que há uma determinação da RB de não veicular mais programas musicais para evitar problemas com o ECAD (Escritório Central de Arrecadação e Distribuição), que recolhe e paga direitos autorais aos donos de músicas executadas - mas que têm suas nebulosidades, não é bem assim que a banda toca a música pelo que muito já se falou aqui, ali e acolá. Enfim: fato é que isso afeta neste momento somente a Bandeirantes AM/FM, não havendo tal determinação para outras estações musicais do grupo.

Isso de "Arquivo" fora do ar, além do que o Rodney informou, talvez explique algo que eu não entendera: há mais de 20 anos, deixo como trilha sonora de Natal e Ano Novo as programações musicais que a Bandeirantes roda nestas datas no lugar da grade tradicional - as músicas ficavam no ar por quase 30 horas, mas desde 2016 devolvem o horário à programação tradicional às 7 da manhã. No Natal, foi tudo normal. Porém, depois da tradicional vinheta de "feliz ano novo" à meia-noite, nada das músicas voltarem. Entraram reprises do semanal cultural "Antenados".

Espero, sinceramente, que repensem isso porque não é possível que a Rádio Bandeirantes contrarie seu histórico de décadas de ser também uma emissora com faixas dedicadas à música por mais que o "Arquivo Musical" seja a última genuinamente dedicada a ela desde que o "Bandeirantes a Caminho do Sol", que ficara eminentemente musical desde o fim do "ao vivo" em 2013, deu lugar a repetecos jornalísticos em 2017. Certas instituições são - ou deveriam ser - intocáveis. E o "Arquivo", um dia defendido por Odayr Baptista, Jorge Helal, Walker Blaz, Lourival Pacheco, Muíbo César Cury e especialmente antes por Antônio Carvalho e desde 2010 por Ronald Gimenez, é uma delas.

Datas em 0 ou 5

É um hábito desta "24 Horas" de bastante tempo e que será mantido aqui ao observar datas importantes que completam 5, 10, 25, 40, 65, 100 anos, enfim, sempre em 0 ou 5 pois é como consigo me organizar melhor. As deste domingo, 3 de janeiro, são estas:

*110 anos (ou 111, pois há divergências em várias fontes) do nascimento de John Sturges, cineasta indicado ao Oscar por "Conspiração do Silêncio" e diretor também de "Sem Lei e Sem Alma", "Sete Homens e um Destino" e "Fugindo do Inferno".

*95 anos do nascimento de George Martin, falecido em 2016 e produtor musical dos Beatles, um dia chamado de "quinto Beatle" por Paul McCartney.

*85 anos do nascimento de Artur da Távola, político (ex-senador e deputado federal e estadual pelo RJ) falecido em 2008 e que foi escritor, crítico televisivo em jornais como O Globo, diretor da Rádio Roquette Pinto e apresentador do programa "Quem Tem Medo de Música Clássica?" na TV Senado.

*75 anos de John Paul Jones, baixista e tecladista do Led Zeppelin.

*65 anos de Mel Gibson, vencedor do Oscar de filme e direção por "Coração Valente" e ator de filmes como "Mad Max", "Máquina Mortífera", "Conspiração Tequila", "Alta Tensão", "O Preço de um Resgate", "O Troco", "Os Mercenários 3" e tantos mais.

*40 anos de Eli Manning, ex-jogador de futebol americano campeão do Super Bowl pelo New York Giants em 2008 e 2012.

*15 anos ao dobrado: da estreia de "JK", minissérie da Globo escrita por Maria Adelaide Amaral, Alcides Nogueira e Geraldo Carneiro, com o personagem-título feito por José Wilker e Wagner Moura; e da morte de Robertinho do Acordeon, músico nascido em 1939 e cujo grupo Seu Regional acompanhou Inezita Barroso por 25 anos no "Viola, Minha Viola", da TV Cultura.

*10 anos da morte de Geraldo Flach, pianista nascido em 1945.

*5 anos da estreia do "The Voice Kids", competição musical da TV Globo.

Revisitando a semana na "24 Horas"

Estas foram as colunas dos últimos dias e seus principais destaques (leia a edição clicando na data):

27 de dezembro Goleiros decisivos para o Palmeiras na final paulista de juniores e para o Fast na Série D; semana de Ano Novo no "Hora 1" marcando a volta de Cristina Vieira ao jornalismo geral depois de 8 anos; os 15 anos da morte de Jacinto Figueira Júnior, o "Homem do Sapato Branco"; e os 10 anos do último programa de Hebe Camargo no SBT.

28 de dezembro São Paulo líder com sete pontos acima de Atlético Mineiro e Flamengo; deu Figueirense no clássico contra o Avaí; metade da fase semifinal da Série C já foi; a morte de José Luiz Carbone; Tom Brady fazendo história na NFL; a maior diferença de primeiro tempo da história da NBA; reviravoltada uma canalhice contra o canal do "Papo de Mãe" no YouTube; a revolta necessária e muito bem-vinda da dra. Natalia Pasternak no "Jornal da Cultura"; RedeTV! processando Tatá Werneck; e nas "Datas em 0 ou 5", os 85 anos do nascimento de Ary Vidal.

29 de dezembro Chapecoense contando as horas para confirmar o acesso; Ricardo Sá Pinto caiu no Vasco; Abel Braga mantido pelo Internacional até o fim do Brasileirão; Thomas Tuchel fora do PSG; bens de donos da RedeTV! bloqueados na Justiça; Godzilla por Godzilla, o da Globo foi mais visto que o da Record; e a morte de Pierre Cardin.

30 de dezembro Empate com o Cuiabá manterá o Cruzeiro na Série B no ano do centenário; a prévia da semifinal da Copa do Brasil; Rio Branco de Venda Nova campeão capixaba; Leiloca Neves no "Show do Antônio Carlos"; e nas "Datas em 0 ou 5", os 20 anos da quase tragédia em São Januário na final da Copa João Havelange.

Bela do Dia: Miranda Rae Mayo

Miranda Rae Mayo, atriz que faz a Stella Kidd em "Heróis Contra o Fogo". Precisou ela entrar em cena a partir do 4º ano para enfim Kelly Severide ter um amor com "AM" maiúsculo em "Chicago Fire" depois de tantos e tantos relacionamentos - no princípio da série (que, aliás, o Universal TV voltará a repetir desde o primeiro episódio a partir desta segunda, às 19h50 e à meia-noite) ele não aquietava um segundo. Não só por isso a personagem da Miranda é importante na trama, mas também agora pela luta para mais mulheres aderirem ao Corpo de Bombeiros com a ideia que teve do "Garotas em Chamas".

31 de dezembro Grêmio e Palmeiras decidirão a Copa do Brasil; gol de bicicleta deu a vitória ao Juventude; Simeone completou 500 partidas pelo Atlético de Madrid; Irani, ex-Sport, e Paulo Magro, presidente da Chapecoense, morreram de coronavírus; a primeira mulher técnica em jogo oficial da temporada regular da NBA; a morte de Flávio Martins, ex-locutor noticiarista da Rádio Gaúcha; novas temporadas de "Distrito 21" e "Atendimento de Emergência" na Record; e "Clipe do Dia" para Marcelo Yuka e Natalie Cole.

1º de janeiro Os 90 anos do Bahia; os 75 anos de Roberto Rivellino; nas "Datas em 0 ou 5", os 45 anos de Rodrigo Bocardi; e a "Bela do Dia" trocou a RBS de Santa Cruz do Sul pela InterTV de Cabo Frio.

2 de janeiro Os 100 anos do Cruzeiro; a retomada da 32ª rodada da Série B; as rodadas das Séries C e D; Always Ready campeão boliviano; Frontale Kawasaki campeão da Copa do Imperador; a morte de Cléber, ex-Coritiba, por coronavírus; acidente com Marcinho, ex-Botafogo, matou um moço e deixou uma moça em estado grave; Taís Lopes foi a anfitriã do réveillon de rede de TVs de Fortaleza; e nas "Datas em 0 ou 5", os 75 anos do nascimento de Waldir Peres.

Arremate

Coronavírus já vitimou no Brasil mais de 195 mil dos mais de  7 milhões e 700 mil infectados. Força e solidariedade.

"24 Horas" volta rezando que um dia este mal cesse ou diminua drasticamente.

Torneios de futebol, todas as modalidades e variedades não-esportivas.

Destaques da imprensa esportiva. O que acontece em TV, rádio, jornal e web.

Podcasts com pitacos sobre os esportes e outros registros interessantes.

Convidados escrevem sobre temas de agora no futebol e em todos os esportes.

Para entender o presente, é preciso conhecer o passado. Aqui se faz isso.

Teste de conhecimentos com direito a charadas e perguntas "pega-ratão".

Verde para o bom, vermelho para o ruim e amarelo para chamar a atenção.

Gente do esporte dá dicas de livros, filmes, música, culinária e mais.