Desde 02/06/2003 Criação, produção e edição: Edu Cesar


papodebola@gmail.com


papodebola


sitepapodebola


edupapodebola


(51) 99843-7700

SOBRE ESTA SEÇÃO
O editor Edu Cesar comenta os resultados dos campeonatos de futebol e o dia-a-dia dos clubes. Destaque para o que de principal ocorre em todas as modalidades e ainda os tópicos não-esportivos "Sintonia PB", "Clipe do Dia" e "Bela do Dia".
 
LEIA AQUI as colunas anteriores VEJA AQUI as "Belas do Dia" anteriores
 
Domingo, 16 de fevereiro de 2020
Flamengo supercampeão



Não há muito o que comentar sobre a Supercopa do Brasil faturada pelo Flamengo com um 3 x 0 sem traumas sobre o Athletico Paranaense. A superioridade foi enorme o tempo inteiro, o marcador espelha o que foi a partida. Jorge Jesus e cia. sobraram diante dos comandados de Dorival Júnior e faturaram mais um caneco depois do Brasileirão e da Libertadores. Por falar nela: nas duas próximas quartas-feiras os cariocas farão a Recopa Sul-Americana diante do Independiente del Valle, ida no Equador e volta no RJ. No meio dela, a final da Taça Guanabara. Quanto ao Furacão, é botar o pé na forma para a estreia na Libertadores apenas no início de março, meio mês para isso.

Venceu o Grenal quem teve mais competência



Um clássico de dois tempos distintos esse da semifinal do 1º turno. O Grêmio dominou a metade inicial, envolvendo com muita facilidade a defensiva alvirrubra. Ainda que fosse corretamente invalidados por existentes impedimentos, os dois gols do Everton em passes de Diego Souza e Cortez evidenciaram que, forçando a barra, a retaguarda colorada não ofereceria muita resistência. Também por eles, o 0 x 0 de intervalo não dizia a verdade do que se via - e se acreditava que isto mudaria na metade complementar devido à corretíssima expulsão do Musto pois, se não agarra Diego, uma ótima chance de gol nasceria. Só que a coisa mudou pois, mesmo com um jogador a menos, o Internacional melhorou substancialmente, atacando muito mais como não fizera nos 52 minutos iniciais. Chances e mais chances acumuladas, Vanderlei teve que trabalhar bastante. Mas os tricolores não deixavam de ter suas oportunidades, Lomba também teve que ser acionado. Assim como 0 x 0 no 1º tempo não dizia a verdade pois o Tricolor merecia estar na frente, o mesmo se repetia na 2ª etapa pois o Colorado também merecia ter ido às redes. Era um jogo para um bom 2 x 2 sem exageros. Mas sabe o que falei da retaguarda vermelha descuidada? Mais uma papagaiada dela foi fatal e Diego Souza, que tem estado no lugar certo e na hora certa neste regresso (3 gols em 3 partidas, um em cada), determinou a festa azul em território adversário e a presença na final da Taça Ewaldo Poeta contra Caxias ou Ypiranga - não sem emoção até o fim pois Vanderlei e o poste barraram Guerrero no baile e impediram os pênaltis. No fim das contas, venceu quem teve mais competência no seu bom momento pois teve mais qualidade. O Grêmio teve o que faltou ao Inter.

Goleiros majestosos



Foram Thiago Volpi e Cássio no "oxo" entre São Paulo e Corinthians. Os tricolores criaram muito mais, mas os alvinegros também foram ameaçadores e o mérito dos dois guarda-metas foi inigualável. Apesar disso e do mérito que Cássio teve no lance em questão, Alexandre Pato não pode perder o gol que perdeu. É a jogada que você vê no replay e jura: "agora vai entrar!" Mas não entra. E teve o pênalti não marcado nos acréscimos para os são-paulinos, mas até aí nada a estranhar quando se sabe que o apitante foi o mesmo Douglas Marques das Flores que arrumou a encrenca que arrumou no Brusque x Sport de quarta passada. Mesmo assim, mesmo sendo uma partida que nitidamente não teria abertura de contagem até agora, quando você lê esta coluna, não foi ruim de se ver. Claro, sempre digo que futebol sem gol é igual a namoro sem beijo, livro sem capa, jornal sem notícia e essas groselhas vencidas. Mas alguns 0 x 0 não são de se jogar fora. Esse foi o caso deste clássico pelo Campeonato Paulista.

Clássicos na Copa do Nordeste



Primeiro, um Ceará x Bahia que só terminou quando acabou. Depois de tomar um sapataço lindão do Vinícius, os tricolores viraram com dobra do Gilberto. Mas os alvinegros não desistiram até o fim e Matheus Gonçalves arrancou um empate que, pelas circunstâncias, teve gosto de vitória. Um 2 x 2 que foi um tremendo balde de água gelada no que parecia ser uma semana perfeitíssima dos baianos após a trinca na Copa Sul-Americana. Na sequência, o Náutico deixou Daniel Paulista aflito - sim, ele não estava nos Aflitos e sim em Aracaju, onde se despediu do Confiança com 2 x 0 sobre o River. Mas o Sport teve uma semana para esquecer pois, depois da eliminação da Copa do Brasil que levou à queda do Guto Ferreira, tomou fumo do Timbu, cujo tento derradeiro do Jean Carlos foi bonitaço-aço-aço.

Clipe do Dia (parte 1)

Falecido em 1998, Sonny Bono nasceu há 85 anos completados neste domingo. Ator (foi o homem-bomba de "Apertem os Cintos! O Piloto Sumiu... 2") e político (foi prefeito de Palm Springs e deputado federal), formou uma famosa dupla musical com a esposa Cher nas décadas de 1960 e 1970. Um tema na voz deles ficou famoso em 1965, sendo regravado duas décadas depois por Chrissy Hynde e UB40. Fiquem aí com "I Got You, Babe".



Clipe do Dia (parte 2)

Há 10 anos fechados hoje, perdíamos de maneira estúpida e trágica Arnaud Rodrigues. Cantor e compositor, um precursor do rap no Brasil, ator de novelas como "Pão Pão, Beijo Beijo" e "Roque Santeiro", comediante da "Praça é Nossa" com tipos hilários como Coronel Totonho e Chitaoró e, por fim, dirigente de futebol do Palmas - o mesmo que, recentemente, foi eliminado pelo Paraná na 1ª fase da Copa do Brasil. Ele e mais 10 pessoas estavam em um barco no lago da Usina de Lajeado, próximo à capital do Tocantins, mas aí a chuva forte com vento causou um naufrágio. Perdíamos ali um grande talento, que na música fez com Chico Anysio uma baita dupla chamada Baiano e os Novos Caetanos. Dela, deixo um clipe original de 1974 (feito para o "Fantástico") de "Vô Batê Pá Tú".

Bela do Dia: Yasmin Bachour

Yasmin Bachour, apresentadora do "Jornal do Rio" na TV Bandeirantes. Tem como ser ruim um começo de noite com ela a trazer até notícias nada positivas? Não, não tem.

Datas em 0 ou 5

É um hábito desta "24 Horas" de bastante tempo e que será mantido aqui ao observar datas importantes que completam 5, 10, 25, 40, 65, 100 anos, enfim, sempre em 0 ou 5 pois é como consigo me organizar melhor. Algumas não entrarão nesta coluna por ganharem edições à parte na nova seção independente "Raridade Rara".

Os registros de 16 de fevereiro no esporte, no jornalismo geral e nas artes apontam estas ocorrências:

*85 anos de Íris Bruzzi, atriz de novelas como "Jogo da Vida", "Belíssima" e "Vidas Opostas".

*50 anos de Peruzzi, ex-goleiro campeão mundial pela Itália em 2006 e vencedor por Lazio (uma Supercopa da Itália e uma Copa da Itália) e especialmente Juventus (três italianos, duas supercopas nacionais, uma copa nacional, uma Copa da UEFA, uma Liga dos Campeões, uma Intercontinental e uma supercopa europeia).

*20 anos da morte de Nádia Maria, humorista nascida em 1931 e que interpretou personagens hilariantes na "Escolinha do Professor Raimundo", entre elas Célia Caridosa de Mello, paródia da ex-ministra Zélia Cardoso de Mello.

Arremate

Além destes aqui citados, outros destaques da rodada estarão nesta "24 Horas" nesta segunda-feira.

"24 Horas" volta depois que tivermos todos os jogos do fim-de-semana finalizados!

Torneios de futebol, todas as modalidades e variedades não-esportivas.

Destaques da imprensa esportiva. O que acontece em TV, rádio, jornal e web.

Podcasts com pitacos sobre os esportes e outros registros interessantes.

Convidados escrevem sobre temas de agora no futebol e em todos os esportes.

Para entender o presente, é preciso conhecer o passado. Aqui se faz isso.

Teste de conhecimentos com direito a charadas e perguntas "pega-ratão".

Verde para o bom, vermelho para o ruim e amarelo para chamar a atenção.

Gente do esporte dá dicas de livros, filmes, música, culinária e mais.